Ministério Público descobre quem são os deputados de SP que liberam emendas em troca de propina

Lista de envolvidos na Máfia do Asfalto

Lista de envolvidos na Máfia do Asfalto

O SBT Brasil teve acesso, com exclusividade, aos nomes dos deputados que liberavam emendas parlamentares, em troca de propina. O escândalo veio a público em 2011.

A chamada “Máfia do Asfalto” veio a público com a denúncia do deputado estadual Roque Barbiere e já pagou mais de R$ 3 milhões em propina.

Dois anos depois do escândalo a lista de envolvidos conta com três deputados do PT. O deputado e pastor Carlos Cesar (PSB) foi quem mais lucrou, juntando a quantia de R$ 150 mil. O atual prefeito de Mauá, Donisete Braga (PT) arrecadou R$ 125 mil, João Antonio (PT), atual secretário de relações governamentais do prefeito de São Paulo Fernando Haddad, como parlamentar recebeu R$ 60 mil, Ênio Tatto (PT) R$ 40 mil e o atual prefeito de Catanduva Geraldo Vinholi (PSDB) recebeu R$ 20 mil enquanto ainda era deputado. Os dados são segundo o Ministério Público.

Como funcionava o esquema?

Osvaldo Ferreira Filho procurava os deputados e oferecia propina para conseguir dinheiro para as obras, a construtora contratada era sempre a mesma do Grupo Scamatti. A verba era liberada para as prefeituras através de Emendas Parlamentares, em algumas cidades os deputados não tinham nenhum voto sequer do eleitor.

Em nota os envolvidos negaram envolvimento com o esquema.

Fonte: SBT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *