Sargento da PM é preso ao ser flagrado vendendo sub-metralhadora em Uberlândia

Sargento Claudinei TeodoroFoi preso em flagrante na noite desta terça-feira, 9, um sargento da Polícia Militar (PM) de Uberlândia que negociava uma sub-metralhadora com bandidos. Os marginais chegaram a trocar tiros com policiais militares que flagraram a venda.

O sargento Claudinei Teodoro, lotado no 32º Batalhão de Polícia Militar, foi flagrado na rodovia BR-365, km 608, no Bairro Morumbi, negociando ilegalmente com criminosos da cidade uma metralhadora por R$ 6 mil. A prisão foi possível após uma denúncia anônima via 181.

Com o policial de 42 anos foram apreendidos dois carregadores calibre .380, uma submetralhadora calibre .380 de fabricação artesanal, três munições calibre .38, uma munição .380, um estojo de mesmo calibre, R$ 3.100 em dinheiro e a caminhonete S10 branca do suspeito.

Sargento Claudinei Teodoro 2Na chegada dos policiais os marginais que estavam comprando a arma trocaram tiros com a polícia e fugiram. Após constatado que Claudinei é quem estava vendendo o armamento, ele foi preso em flagrante.

O sargento vai responder à acusação de tráfico de armas em cárcere na sede do 17º Batalhão de Polícia Militar (BPM), no bairro Santa Mônica, zona leste da cidade.

Segundo informações do comandante da 9ª Região Integrada de Segurança Pública (9ª Risp), coronel Volney Halan Marques, o sargento Claudinei estava afastado da função, porque sairia candidato a vereador pela cidade de Uberlândia.

O militar prestou depoimento na Delegacia da Polícia Civil e foi transferido ao Presídio Militar, na sede do 17º Batalhão de Policia Militar. Ele irá responder ao inquérito criminal em cárcere, além de sofrer processo administrativo. Claudinei pode ser exonerado do cargo.

Leia também:

Policial Militar e dupla se passavam por policiais civis e roubavam carros

Com informações de Léo Carvalho

 

7 respostas a Sargento da PM é preso ao ser flagrado vendendo sub-metralhadora em Uberlândia

  1. eu disse:

    Que coisa não, quem deveria estar para proteger a população destes marginais, é lamentavel, e infelizmente cada vez mais o cidadão de bem perde a confiança na policia, é uma pena, mas não podemos generalizar é claro, parabéns a estes policiais que prenderam esse traste antes que ele se transformasse em politico, apesar que iria estar na função certa né. Obrigado policiais de bem!

  2. Felipe disse:

    Quanta sujeira,se dizem honestos,defensores na verdade um bandido travestido de policial!não é a toa que o ministério público nossos excelentíssimos drs promotores de justiça de Uberlândia recebem tantas reclamações!

  3. Pedro Leopoldo Silva disse:

    Atenção autoridades competentes, averigua isso mais a fundo, pois tem mais gente envolvida.

  4. Guga disse:

    R$ 6.000,00 num lixo desses.

  5. Dwmowra disse:

    Cai nessa de que os policiais que prenderam são honesto pq são não viu ..E tudo da mesma laia .a falta de sorte dele aí .E que os policiais que prenderam ele talvez sejam de outro batalhão .aí nesse caso há uma guerrinha fria entre eles. Se chega os amigo do mesmo batalhão aí pronto .tava tudo por debaixo dos panos ..e Brasil é..então é assim que funciona

  6. Charles disse:

    Engraçado a podridão da PM começar a surgir logo após a prisão dos policiais civis na cidade, acho que tem gente entregando um ao outro.

  7. Joao disse:

    Infelizmente a pm de Uberlândia tá um lixo…
    Se forem investigar ñ sobram nada…Na favela de Uberlândia”Esperança”Polícia protegendo traficantes…apreensões pra quê?!!matam por dívidas de drogas e nada acontece…Vergonha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *