Quatro partidas abrem a 6ª rodada da Série B

Abertura 6ª rodada da Série B Créditos: William Vieira/Bahia

Abertura 6ª rodada da Série B
Créditos: William Vieira/Bahia

O equilíbrio da Série B ficou claro nos últimos jogos. Houve primeiro e segundo colocados tropeçando, mudanças no G-4 e time dando salto de até sete posições e deixando a zona de rebaixamento. Com o passar das partidas, a tendência é que a disputa só aumente e a sexta rodada será aberta com quatro partidas que prometem nesta sexta-feira 3/6.

19h15 – Bahia x Paysandu – Fonte Nova, Salvador (BA)

Na partida que abre a noite, o Bahia, sem vencer há dois jogos, recebe o Paysandu, grande campeão da Copa Verde, mas que vive altos e baixos na Série B, na Fonte Nova. O técnico Doriva fechou o treino e não deu indícios de como vai mandar o Tricolor de Aço a campo. No lado do Papão, o técnico Dado Cavalcanti tem um reforço importante. O meia Celsinho, que ficou fora do último jogo por dores musculares, está recuperado e viajou normalmente com a delegação. O atacante Alexandro, que cumpriu suspensão na rodada anterior, e o meia Lucas, que também foi poupado diante do Brasil-RS, por dores no ombro, retornam e são mais duas opções para o comandante.

20h30 – Vila Nova x Paraná – Serra Dourada, Goiânia (GO)

Pressionado no cargo pela derrota em casa, nos últimos minutos, para o CRB, o técnico Rogério Mancini recebeu um voto de confiança da diretoria do Vila Nova e comandará a equipe mais uma vez diante do Paraná, no Serra Dourada. O Tigre deve contar com o meia Pedro Carmona, que teve sua situação regularizada e já estava à disposição na rodada anterior, mas acabou não atuando. Os paranistas, que estão vindo de um empate com o Londrina, têm problemas para escalar o time. O goleiro Marcos e o lateral Rafael Carioca se lesionaram diante do Tubarão e estão vetados. O meia Nadson, com desconforto muscular, e o volante Jean, com estiramento na coxa direita, seguem fora. O técnico Claudinei Oliveira, aos menos, terá a disposição novamente o meia Válber. Ele cumpriu suspensão no compromisso anterior do time.

20h30 – Brasil-RS x Luverdense – Bento Freitas, Pelotas (RS)

No Bento Freitas, Brasil-RS e Luverdense fazem um confronto entre duas equipes que se destacaram na rodada anterior. O clube de Pelotas bateu o Paysandu, por 1 a 0, e subiu para a terceira colocação. Já o Verdão do Norte superou o segundo colocado Atlético-GO, que vinha com 100% de aproveitamento até então, por 3 a 2, e encostou no G4, parando na sexta colocação. Para esta partida, o técnico Rogério Zimmermann pode promover mudanças no ataque dos gaúchos. Nas últimas rodadas, ele alternou o setor entre as duplas Ramon e Marcos Paraná e Nathan e Nena. O clube de Lucas do Rio Verde (MT) tem uma única baixa confirmada. Muralha foi vetado por dores musculares na coxa esquerda. O mais provável é que o técnico Junior Rocha use Da Matta para suprir a ausência.

21h30 – Náutico x Joinville – Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata (PE)

Depois de um show de bola que terminou em 5 a 0 para cima do Sampaio Corrêa, o Náutico vem de um empate em 0 a 0 um tanto frustrante diante do Bahia. Desta forma, a ordem é vencer ou vencer o Joinville na noite desta sexta na Arena Pernambuco. O técnico Alexandre Gallo, no entanto, tem um desfalque confirmado. O atacante Rafael Coelho, com dores na coxa direita, foi vetado pelo departamento médico. Como opções, o Timbu tem no elenco Tiago Adan, que atua mais como centroavante, e Jefferson Nem, que pode fazer a função de falso 9. O JEC, por sua vez, vem de uma grande vitória diante do Tupi-MG, que o tirou da zona de rebaixamento e fez subir sete posições. O objetivo é engatar novo triunfo para se afastar de vez da zona da degola. Com poucos treinos por conta das longas viagens, o técnico Hemerson Maria afirmou que deve promover algumas mudanças no time por conta do desgaste físico. O comandante catarinense, porém, não deu indícios das alterações.

CBF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *