Brasil conquista 1º medalha no Grand Prix de Jeju de Judô

 

Fotos: Gabriela Sabau/IJF

Foto: Gabriela Sabau/IJF

Na madrugada desta quinta-feira, 26, primeiro dia do Grand Prix de Jeju, na Coreia do Sul, três dos cinco brasileiros em ação chegaram às disputas por medalhas. O ligeiro  conquistou o bronze, enquanto Rafaela Silva e Sarah Menezes ficaram em quinto lugar. 

Eric começou bem, com vitória por yuko sobre o russo Albert Oguzov. No segundo combate, pontuou com um waza-ari e um yuko para superar Kumar Yadav Vijay, da Índia, avançando às quartas-de-final, onde encarou o campeão mundial Boldbaatar Ganbat, da Mongólia, e perdeu por apenas um shido.

“Essa foi uma luta chave para mim, porque eu estava bem, mas, no final, ele aplicou uma sequência de golpes e eu acabei punido”, lembra Eric. 

Na repescagem, o ippon sobre Ilgar Mushkiyev, do Azerbaijão, credenciou o brasileiro para a disputa pelo bronze, onde ele dominou o combate pontuando com um yuko e um waza-ari para vencer Vincent Limare, da França. 

“Estou muito feliz com o resultado, por que foi uma competição de nivel bem alto. Me senti bem e consegui soltar meus golpes. Agora tem Tóquio, que provavelmente vai estar com um nível igual ou maior que na Coreia. Mas, essa medalha me trouxe bastante confiança para lutar o Grand Slam”, avaliou Takabatake, já projetando a disputa do Grand Slam de Tóquio, nos dias 4, 5 e 6 de dezembro.

Sarah Menezes também chegou na disputa pelo bronze, mas terminou em quinto depois que Kyeong Bo Jeong, da Coreia do Sul, conseguiu um waza-ari. Antes disso, a campeã olímpica havia vencido Sonjia Wirth (GER), Yu Ting Hung (TPE) e Dilara Lokmanhekim (TUR), caindo apenas na semifinal para a cazaque Otgontsetseg Galbadrakh. 

Mesmo desempenho de Rafaela Silva (57kg), que passou por Jaione Equisoain (ESP) na primeira luta, mas caiu para Nekoda Davis (GBR), nas quartas. Na repescagem, ela venceu a brasileira naturalizada israelense, Camila Minakawa, e fez a decisão pela medalha com Chen-Ling Lien (TPE), ficando com a quinta colocação depois de sofrer três punições contra duas da adversária. 

Nathália Brígida e Felipe Kitadai também lutaram nesta quinta, mas não avançaram nas chaves. Por apenas um shido, Brígida parou na cubana Dayaris Mestre Alvarez, enquanto Kitadai parou no segundo combate para o ippon de Ahmed Abelrahman. 

Os próximos brasileiros na competição serão Ketleyn Quadros (63kg) e Barbara Timo (70kg) que lutam no segundo dia. Os combates preliminares começarão às 23h (horário de Brasília) desta quinta-feira, com finais a partir das 6h (horário de Brasília) de sexta. Luciano Corrêa (100kg) e Rafael Buzacarini (100kg) encerram a participação brasileira na Coréia do Sul no sábado/domingo.

CBJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *