Galo vence o Palmeiras e carimba vaga nas quartas de final

Foto: Rodrigo Clemente

Foto: Rodrigo Clemente

A vaga do Atlético nas quartas de final da Copa do Brasil foi carimbada com nova vitória sobre o Palmeiras. Depois de fazer 1 a 0 no jogo de ida, em São Paulo, o Galo não quis saber da vantagem e aplicou 2 a 0 no Alviverde nesta quinta-feira à noite, no Independência.

Os inúmeros desfalques na equipe – 11 jogadores – não foram obstáculos para o Atlético superar um adversário em crise na temporada. No primeiro jogo sem o técnico Ricardo Gareca, demitido na segunda-feira passada, nova derrota, sob os olhares de Dorival Junior, que assume o time nesta sexta.

Nas quartas de final, o Galo vai enfrentar o Corinthians. O sorteio dos mandos de campo será nesta sexta-feira.

No domingo, o Alvinegro volta a campo. Pelo Campeonato Brasileiro, o time, ainda cheio de desfalques, recebe o Botafogo no Independência.

O Jogo

O Palmeiras assustou o Atlético aos três minutos, com Allione chutando rente ao travessão. Mas foi o time paulista que se “desesperou”. Da bola parada à velocidade, o Galo precisou de quatro minutos para fazer 2 a 0.

Aos 12 minutos, Dátolo cobrou escanteio na cabeça de Jemerson, que subiu mais que o marcador e mandou a bola para as redes.

Aos 16, o Atlético colocou o Palmeiras na roda. Jô ganhou de cabeça, Luan ajeitou para Dátolo, que deixou Carlos na cara do gol. A revelação pegou de voleio e o goleiro Fábio espalmou. Na sobra, Luan marcou.

Com o jogo controlado, o Galo foi criando chances e lamentando as oportunidades perdidas. Todas com Carlos.

Aos 20 minutos, depois do contra-ataque puxado por Luan, o atacante bateu de fora da área e o goleiro Fábio fez grande defesa. Aos 37, outra bela intervenção do arqueiro, na cabeçada de Carlos. No lance seguinte, a defesa fura e o atacante chuta para fora.

Somente no minuto final da primeira etapa, o Palmeiras conseguiu chegar de novo. E por muito pouco não marcou. Bruno César cruzou rasteiro e Henrique, sozinho na pequena área, tentou de carrinho e mandou para fora.

No segundo tempo, novamente, o Palmeiras começou assustando, agora com Henrique de cabeça, para fora. Desta vez, o Atlético não atropelou na resposta. O time administrou a vantagem.

Quando o Palmeiras achou espaço, o Galo contou com o goleiro Victor. Aos 21 minutos, ele espalmou o chute forte de Henrique.

Os mineiros ainda reclamaram um pênalti, aos 44 minutos, em Alex Silva. O árbitro mandou seguir o lance.

Classificado, o Atlético tocou a bola. Eliminado, o Palmeiras ouviu “olé” e gritos de “segunda divisão”. 

Super Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *