Uruguai faz 1 a 0 e tira Itália da Copa do Mundo

Grupo D - Itália e Uruguai

Grupo D – Itália e Uruguai

Em jogo disputado e violento — foram três cartões amarelos e uma expulsão, o Uruguai venceu a Itália nesta terça-feira, 24 de junho, na Arena das Dunas, em Natal, por 1 a 0, gol do zagueiro Godin.

O primeiro tempo da partida foi marcado por um grande número de faltas. Aos 21 minutos, Balotelli recebeu o primeiro cartão amarelo do jogo, e o seu segundo na Copa do Mundo. Após fazer “cama de gato” em Cáceres, o italiano pulou com os pés para o alto em cima de Alvaro Pereira e recebeu a advertência.

Ao longo de toda a partida, o clima entre os jogadores era tenso, mas Itália e Uruguai conseguiram ter algumas chances de gol. Em uma cobrança de falta, por exemplo, Pirlo bateu direto, em um lance perigosíssimo. Mas o goleiro Muslera espalmou a bola e fez a defesa.

No segundo tempo, as duas seleções voltaram do vestiário com alterações. O técnico Cesare Prandelli resolveu tirar Balotelli e colocar Parolo, após o atacante reclamar de dores no joelho, segundo a ANSA apurou. Já Oscar Tabárez substituiu Lodeiro por Maxi Pereira.

Logo nos primeiros minutos do segundo tempo, o árbitro mexicano Marco Rodriguez deu mais um cartão amarelo, desta vez para Arévalo Ríos.

Em outro lance polêmico, Bonucci agarrou Cavani dentro da área, durante um cruzamento de Maxi Pereira. Atacante uruguaio ficou exigindo pênalti, mas árbitro não marcou nada.

Já aos 13 minutos do segundo tempo, o meia Marchisio foi expulso após um lance, de solada, em Arévalo Ríos. Em seguida, o técnico uruguaio tirou Alvaro Pereira para a entrada do atacante Stuani.

Depois da expulsão, o Uruguai começou a ter melhores chances de gols e a jogar mais ofensivamente. Em belo lance, Suárez conseguiu se livrar da zaga italiana e ficou cara a cara com Buffon. Na finalização, goleiro fez defesa espetacular.

Aparentando cansaço, Prandelli resolveu tirar o atacante Immobile aos 26 minutos do segundo tempo para entrada do também atacante Antonio Cassano. Na última alteração, meia Verratti, que sofreu cãibra, foi substituído pelo brasileiro naturalizado italiano Thiago Motta.

Após um novo cartão amarelo, desta vez para o italiano De Sciglio, Suárez se envolveu em uma discussão com Chiellini, que acusou o uruguaio de mordê-lo no ombro. Jogador do Liverpool, Suárez já foi acusado de morder os adversários no Campeonato Inglês.

Aos 35 do segundo tempo, em uma cobrança de escanteio, o zagueiro Godin subiu sozinho e abriu o placar da partida. A Itália começou a pressionar para empatar o placar — resultado que eliminaria o Uruguai e a classificaria para a segunda etapa –, mas não conseguiu. Até Buffon foi para o ataque nos últimos minutos do jogo.

Em uma confusão na beira de campo, membros da comissão técnica de Itália e Uruguai discutiram e alguns foram retirados do gramado.

Após o apito final, Balotelli apareceu chorando no banco de reservas.

Assim, o Uruguai se classificou em 2º lugar do grupo D. Costa Rica é a líder. Itália e Inglaterra, que completavam a chave, foram eliminadas na primeira fase do torneio.

Fonte: Ansa Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *