Homem é assassinado na porta de igreja e pai confessa ser o mandante

Foto: Patrocínio Online

Foto: Patrocínio Online

Um crime de homicídio que chocou a cidade de Patrocínio por ter acontecido em frente a uma igreja católica teve mais um desfecho surpreendente. Maurício Lázaro Alves, de 42 anos foi assassinado a tiros em frente à Paróquia da Igreja Nossa Senhora de Fátima. Um dos disparos acertou a cabeça da vítima.

Nesta quinta-feira, 24, o pai, um irmão e um primo da vítima foram presos após confessarem ter encomendado o crime. A Polícia chegou até os suspeitos por meio da placa da moto do atirador. O veículo pertence ao primo da vítima, Valdecyr Olímpio de Paula, o “Buda”.

Na versão dos presos, Maurício ameaçava de morte e extorquia constantemente a família. Segundo a delegada responsável pelo caso, Ana Cláudia Passos, o homem tinha diversas passagens policiais e inclusive havia cumprido pena de 12 anos por homicídio e era usuário de drogas.

O pai de Maurício, José Alves Pedrosa, disse em depoimento que estava cansado dessa situação e acabou tomando essa decisão de mandar matar o próprio filho. O valor do serviço foi de R$ 5 mil. O irmão da vítima, Valdir Alves Pedrosa, também estaria envolvido e foi preso.

Maurício Lázaro Alves tinha outros antecedentes criminais por porte ilegal de arma, tráfico de drogas e homicídios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *