Zika Vírus: infectologista alerta sobre os perigos da automedicação

mosquito zikaA nova investida do Aedes Aegypti pôs o país em estado de alerta. É que a guerra contra o mosquito transmissor da dengue, da chikungunya, é também, guerra contra o causador de um mal que assusta o mundo inteiro. A microcefalia. Uma doença em que a cabeça e o cérebro das crianças são menores que o normal para a idade e acaba por prejudicar o desenvolvimento mental.

Para essa batalha o Governo Federal autorizou até a invasão de imóveis abandonados para que seja feito o combate nos focos de proliferação. O exército também foi convocado e já mostrou o poder de fogo da única arma que pode destruir o inimigo. A informação. E nessa área quem tem a receita para os males causados pelo Aedes Aegypti é a medicina preventiva. Para o médico infectologista Vinícius Paulino o cuidado maior deve ser tomado por parte das mulheres, principalmente em estado de gestação, ou que pretende engravidar.

Outro alerta que cai bem para o povo brasileiro é quanto a auto medicação. Para ter certeza de que os sintomas são os de uma dessas três doenças só mesmo consultando um médico.

Por Carlos Vilela

 

Uma resposta a Zika Vírus: infectologista alerta sobre os perigos da automedicação

  1. Marcos disse:

    Auto medicação em qualquer circunstancia não é recomendável para curar uma enfermidade é necessário consultar profissionais competentes, médicos especializados.
    Quanto ao Aedes Aegypti, que transmite zika virus, um virus, que está atemorizando as mulheres grávidas ou que estão buscando pela maternidade, em função de causar microcefalia. O maior cuidado que se pode ter é preventivo, na minha opinião, deveria ser postergado os planos de maternidade se a mulher frequentar lugares em risco, se não for possível, tomar todos os cuidados possíves (consultar médicos e especialistas), com repelentes, inseticidas….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *