Mês de julho traz boas opções para os admiradores das artes

(Daniel Nunes/SECOM/PMU)

(Daniel Nunes/SECOM/PMU)

O mês de julho já começa com cinco boas opções culturais para quem curte exposições e mostras artísticas. Os trabalhos podem ser apreciados gratuitamente em espaços públicos e mantidos pela Secretaria Municipal de Cultura (SMC).

A exposição “Retratística familiar” mergulha na arte das fotografias, que servem como documentos para resgatar os sentimentos em seus admiradores. “Performar o desenho” promove sensações diversas ao abordar a violência e o controle que os artistas enfrentam ao parar o movimento em suas produções.

A Copa do Mundo, um dos assuntos mais comentados do momento, não poderia faltar nas exposições e comparece em “Brasil, Futebol e Arte” com releituras de quadros famosos através de desenhos digitais voltadas para o Brasil e o futebol. Já “Fotografias” são tentativas de manter vivas no imaginário as estruturas físicas demolidas. Em “Olha o passarinho”, coisas e objetos com asas servem de tema para permitir vôos artísticos.

Serviço:

“Retratística familiar”
Artista: Wilson Filho
Local: Casa da Cultura, Galeria Geraldo Queiroz, praça Coronel Carneiro, 89, bairro Fundinho
Período: Até 11 de julho
Horário: Segunda a sexta feira – 12h às 18h
Sinopse: O artista Wilson Filho montou uma mostra que oferece ao público um resumo de sua produção de retratos feitos entre os anos de 2006 e 2014. A mostra reúne autorretratos e fotografias de pessoas próximas a ele, ou seja, sua “retratística familiar”.

“Performar o desenho”
Artistas: Alessandro do Nascimento, Meire Cordeiro e Fabiana Ortiz
Local: Oficina Cultural, Galeria Lourdes Saraiva Queiroz e Sala Alternativa, praça Clarimundo Carneiro, 209, bairro Fundinho
Período: Até 25 de julho
Horário: Segunda a sexta feira – 12h às 18h
Sinopse: “Performar o desenho” refere-se à gestualidade no trabalho do corpo para a produção gráfica. “Per” significa o movimento que indica intensidade. “Formar” é a percepção do admirador da arte. Desse neologismo derivou o verbo “performar”, que significa formar de modo enfático. Os desenhos da mostra demonstram violência, controle ou delicadeza que os artistas enfrentam ao parar o movimento em suas produções.

“Brasil, futebol e arte”
Artistas: Maria Emília Pettersen
Local: Casa da Cultura, Sala de Experimentações Visuais, praça Coronel Carneiro, 89, bairro Fundinho
Período: Até 31 de julho
Horário: Segunda a sexta feira – 12h às 18h
Sinopse: Os desenhos digitais misturam releituras de clássicos da pintura com futebol brasileiro. A mostra reúne vários estilos e épocas, alguns próximos dos ideais de beleza e outro destruindo paradigmas. São obras com novas interpretações, estilos próprios e novas técnicas, mas sem fugir do ideal original.

“Fotografias”
Artista: João Virmondes
Local: Galeria Ido Finotti – Avenida Anselmo Alves dos Santos, 600, bairro Santa Mônica
Período: 16 de julho a 1º de setembro
Horário: 11h30 às 17h30
Sinopse: Comovido com os resultados causados por demolições, que apagam as estruturas de prédios e demais construções, o artista João Virmondes tenta por meio de fotografias manter vivas as lembranças. Com o tema “Lugares da Impermanência” e sete fotografias, João Virmondes retrata no presente um passado que desapareceu no aspectos físicos, mas continuam presentes nos processos mentais. A experiência resultou em uma mostra realizada no Museu de Arte, na cidade de Ribeirão Preto (SP), no ano de 2013 e agora chega a Uberlândia.

“Olha o passarinho”
Artista: Rejane Paiva
Local: Casa da Cultura, praça Coronel Carneiro, 89, bairro Fundinho
Período: 23 de julho a 4 de setembro
Horário: 12h às 18h
Sinopse: A exposição reúne retratos, objetos, aquarelas, desenhos e pinturas em porcelana sobre coisas com asas, escamas, plumas ou imaginação para voar. 

Prefeitura de Uberlândia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *