Projeto de bairro estruturado poderá receber Micropolo de Tecnologia

 Foto: Daniel Nunes/SECOM/PMUNo último dia da jornada “Investimento atrai Investimentos”, realizado nesta sexta-feira (10) pela Fiemg Regional Vale do Paranaíba em parceria com a Prefeitura e a Cintap, foi apresentado o projeto do bairro estruturado Granja Marileusa, idealizado pelo Grupo Algar. Lançado em agosto do ano passado, o conceito do bairro agrega residências, comércio, parque ecológico, cultura, lazer e micropolos de tecnologia e serviços. “Houve um grande planejamento neste projeto que vai deixar um legado em termos de desenvolvimento urbanístico na cidade”, destacou André Fructuoso, diretor superintendente da Algar Patrimônio, durante a reunião da jornada.

O bairro está em construção na zona leste de Uberlândia, próximo ao aeroporto, em uma área inicial de 750 mil metros quadrados. O projeto leva em consideração mobilidade e acessibilidade aos demais setores do muniípio. Como é um bairro planejado, e com a possibilidade de abrigar um micropolo tecnológico, a prefeitura, o empresariado e as universidades devem atuar juntos no local. “A parceria público-privada é fundamental para o sucesso do empreendimento”, observou Flávio Resende, diretor da Granja Marileusa.

Algumas demandas necessárias para o bairro como estação de tratamento de esgoto, estruturação do binário de algumas vias de acesso, criação do bairro, integração viária entre o Distrito Industrial e Aeroporto e permissão para futura criação do parque ecológico serão avaliadas pelo poder público. Para criar o micropolo, será preciso um projeto de lei e um compromisso de adesão entre todas as partes envolvidas, como universidades, empresas, prefeitura e governo do Estado.

A importância dos micropolos está na atração de empresas de tecnologia e serviços diversos que exploram as potencialidades do município. De acordo com o secretário municipal de Gestão Estratégica, Ciência e Tecnologia, Stoessel Ribeiro, o projeto permite criar um ambiente para que as ideias que nascem na cidade se encaminhem para o desenvolvimento dela. “Atravessamos no mundo uma revolução cinetífica e tecnológica e por isso precisamos pensar em um ambiente de inovação”, afirmou.

Na mesma linha, o prefeito em exercício, Paulo Vitiello, reforçou a vocação de Uberlândia para os negócios. “Há anos Uberlândia é vista como uma oportunidade de investimento. A Algar foi uma dessas marcas que investiram na cidade e está colhendo os frutos”, disse.

Para o presidente da Fiemg Regional Vale do Paranaíba, Pedro Lacerda, a jornada tem cumprido seu papel de abrir o diálogo empresarial com a prefeitura. “Trabalhamos junto com o poder público e as empresas para acelçerarmos os investimentos. A jornada é uma reunião de trabalho e já saímos com algumas definições”, salientou.

Prefeitura de Uberlândia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *