Responsabilidade… Responsabilidade… Reunião de Responsabilidade

Quem chega a Escola da Ponte as sextas-feiras escuta um zum..zum…zum…animado entre todos aguardando ansiosos o horário da REUNIÃO DE RESPONSABILIDADE.

Em todos os murais há a programação do dia e em cada um deles está escrito: 15h00 Reunião de responsabilidade.

É muito interessante este instrumento de formação de cidadania que além de auxiliar o aluno a conquistar sua autonomia também o envolve como participante e gerente de sua própria escola.

Os grupos de responsabilidades constituem um dos dispositivos que possibilita a fidelidade do aluno à escola e sobretudo o GOSTAR DE IR A ESCOLA.

Constitui um recurso simples, sem custos  e que pode ser  adotado em qualquer ambiente escolar desde que haja gestão democrática que valoriza a livre escolha.

Nas duas primeiras semanas do ano escolar, quando a escola é “instalada” aos poucos e com todos os seus dispositivos pedagógicos, os murais estão vazios e os alunos se juntam em grupos aleatórios para iniciarem a organização da escola.

PROFESSOR COMO ORIENTADOR EDUCATIVO

Uma das tarefas de todos os alunos nesta “instalação da escola” é se oferecer, pelo menos em três hipóteses de responsabilidade, de acordo com seus desejos e habilidades.

Assim, o aluno faz sua opção e inicia-se um processo comandado pela observação do professor que funcionando como um “ORIENTADOR EDUCATIVO” gerencia um processo de escolha…negociação…responsabilidade…autonomia.

Os GRUPOS DE RESPONSABILIDADES, seus direitos e deveres, suas funções são, ano a ano, elencados de acordo com as necessidades da rotina diária da escola, amplamente discutidos e debatidos até que se forme uma listagem de responsabilidades para funcionar durante aquele ano letivo. Entre elas temos:

5 R: grupo que cuida da reciclagem do lixo
Mural
Jornal
Rádio e computador
Jardim
Eventos
Comenius: grupo que efetua o projeto de intercâmbio com alunos da Alemanha.
Jogos e brinquedos.

 

Além destes GRUPOS DE RESPONSABILIDADE ainda há na gestão feita pelos alunos a diretoria da ASSEMBLÉIA que acontece semanalmente, a COMISSSÃO DE AJUDA que auxilia diariamente nos problemas disciplinares e a comissão de cicerones que recepcionam os visitantes. Desta maneira um mesmo aluno pode acumular dois cargos como por exemplo: secretário da ASSEMBLÉIA e membro do grupo de RESPONSABILIDADE DO JARDIM.

COMO FUNCIONAM OS GRUPOS DE RESPONSABILIDADE
 
“Para além da gestão dos conflitos, a gestão da vida na escola é de responsabilidade coletiva, por isso, no início de cada ano letivo se definem as necessidades de organização da escola e se criam grupos de responsabilidade que irão dar respostas a essas mesmas necessidades. Os grupos de responsabilidade (Refeitório, Terrário e Jardim, Clube dos Limpinhos, 3R’s, Eco-Pontos, Arrumação e Material Comum, Biblioteca, Jogos e Vídeo, Jornal, Computadores e Música, Correio da Ponte, Recreio Bom, Mapas de Presença e Datas de Aniversário, Cabides e Guarda-Chuvas, entre outros) surgem precisamente para envolver muito mais o aluno no seu processo de construção pessoal, promovendo uma atitude responsável, colaborativa e um envolvimento que desenvolve em cada um dos alunos a ideia de que Estudar não é só ler nos livros; …também é repartir, também é saber dar o que a gente souber dividir para multiplicar.”

Com estas palavras os profissionais da Ponte narram um pouco do que é o grupo de responsabilidade.

Cada grupo se institui e se reúne semanalmente para efetuar tudo o que envolve as atividades necessárias para a existência e preservação daquele aspecto a que o grupo se destina.

Assim sendo um grupo de responsabilidade do jardim, por exemplo, vai efetivar as seguintes tarefas:

– decisão do que plantar nos jardins.
– alavancar recursos para os jardins.
– plantio e preservação dos jardins.
– criação de regras para utilização, opiniões e preservação dos jardins pelos colegas.
– organização de campanhas e comunicados para que os colegas saibam o que o grupo anda objetivando.

Enfim, os alunos do grupo de responsabilidade pelos jardins são os organizadores, realizadores, utilizadores e responsáveis pelo jardim como um bem comum a todos da escola.

O grupo de responsabilidade do jornal vai elaborar, confeccionar e divulgar o jornal da escola.

Além destes grupos de responsabilidade, como já explicado acima, os alunos ainda se reúnem em quatro outros grupos muito significativas na formação dos jovens cidadãos que são:

1- Comissão de ajuda que auxilia na construção de um bom comportamento e relacionamento entre os alunos-professores-funcionários-comunidade.

2- Reunião da Assembléia que trata da organização coletiva da escola.

3- Comissão de visitas que se encarregam de não só receber as visitas e demonstrar a escola como também elaborar, divulgar e controlar os direitos e deveres dos visitantes.

4- Reuniões de PARTILHA que são momentos destinados para os alunos compartilharem com os colegas sobre algo em que ele está envolvido como por exemplo um trabalho, uma pesquisa, uma redação ou mesmo algo que ele está vivendo ou experimentando como foi uma partilha que assisti onde a aluna estava a se perguntar se Deus existia ou não.

Mesa do grupo de responsabilidade dos jogos do refeitório

Mesa do grupo de responsabilidade dos jogos do refeitório

Bem, mas estes quatro grupos que se reúnem semanalmente em momentos de grande aprendizado são assuntos de outros artigos que escreverei futuramente.

Finalizando quero ressaltar que os grupos de responsabilidade são heterogêneos sendo formados por alunos de diferentes idades e diferentes níveis de aprendizagem e conhecimento de maneira que cada um possa dar o melhor de si para todos. 

A Escola da Ponte, em Portugal, e outras centenas pelo mundo, que nela se inspiram, contam com duas armas que as auxiliam a procurar fazer sempre melhor e com mais exigência na excelência:
ACREDITAR NO QUE FAZ SER COMUNIDADE.

Mesa do grupo de responsabilidade com os materiais didáticos
Mesa do grupo de responsabilidade com os materiais didáticos
Reunião do grupo de responsabilidade do Jornal da Escola da Ponte

Reunião do grupo de responsabilidade do Jornal da Escola da Ponte

 

Comunicado gerado pelo grupo de responsabilidade do Jornal e publicado no mural da escola.

Comunicado gerado pelo grupo de responsabilidade do Jornal e publicado no mural da escola.

coluna.educacao

Sobre Coluna Educação

Ely Paschoalick é educadora e consultora em comportamento humano, nascida em Batatais - SP. É a terceira filha dos educadores sociais Guilherme Paschoalick e Maria Alzira Corrêa Paschoalick. Ely é avó de cinco netos Eduardo, Fernando, Roberto, Nikolas e Guilherme. É mãe de Tatiana Cristina, Vanessa Cristina e Moisés Guilherme. Paschoalick realiza palestras por todo o Brasil; atende consultas de orientação às crianças, jovens, pais, professores, supervisores e demais envolvidos no processo educacional; presta consultoria educacional aplicada em escolas e consultoria organizacional a empresas de prestação de serviço, comércio e indústria. É mediadora do programa "Concentração Training" cujos exercícios ampliam o poder de: Observar! Analisar! Perceber! Comparar! Sintetizar! Concluir! E auxiliam o aluno a desenvolver uma autoestima positiva. Ely é colunista de vários sites e constantemente está na mídia regional do Triângulo Mineiro -onde reside- que carinhosamente a chama de "Super Nany do Cerrado”. Ely Paschoalick possui formação em Administração Escolar, com especialização em consultoria Organizacional e Educacional. Atua profissionalmente desde 1968 tendo ministrado palestras, cursos e consultas para mais de 30 mil pessoas atendendo consultas a alunos de todas as idades, pais e educadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *