Estudantes de ensino médio criam prancha ecológica com garrafas PET

        Estudantes de ensino médio criam prancha ecológica com garrafas PET

Estudantes do ensino médio de escolas públicas de Manaus criaram pranchas SUP (Stand Up Paddle) com garrafas PET e outros produtos recicláveis, como CDS e canos de PVC. Os praticantes da modalidade esportiva, que lembra o surf, ficam em pé na prancha e remam em mares e rios. Os cientistas juniores, como são chamados, deram uma destinação sustentável a esse material que é considerado lixo e geralmente descartado de forma inadequada no meio ambiente. O trabalho faz parte de dois…

Publicado em Brasil, Destaque 2 – Capa Interna Secundária, Destaque 3, Geral | Com a tag , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Aedes Aegypti: garrafas pet e lixo contribuem para proliferação

        Aedes Aegypti: garrafas pet e lixo contribuem para proliferação

Depois de denúncias, a equipe de reportagem do programa ”Na Hora” chegou até uma área abandonada na Avenida Adriano Bailoni, no Bairro Roosevelt, zona norte de Uberlândia, onde foi encontradas várias garrafas pet e muitas vasilhas de plástico jogadas no local. Na imagens é possível perceber que há um grande perigo na proliferação do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, vírus zíka e chikungunya. Veja na reportagem de Anderson Magrão e Paulo Henrique Soares:

Publicado em Destaque 1, Destaque 1 – Capa Interna Secundária, Destaque Vídeo – Capa Interna Secundária, Destaques vídeo, Geral, Triângulo Mineiro, Uberlândia | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Decoração de Natal de produtos recicláveis enfeita Ituiutaba

Esta galeria contém 11 fotos.

Em Ituiutaba, a decoração de Natal virou um atrativo a mais para a população. São mais de cinco mil mini-lâmpadas espalhadas pela cidade. Os enfeites foram fabricados a partir de materiais recicláveis, como garrafas pet. A Praça da Prefeitura agora é palco para recordação através das fotos que centenas de tijucanos vão registrar todas as noites. Confira nas imagens

Mais galerias | 3 comentários