Hamas celebra morte de Peres e o chama de ‘criminoso’

Ex-presidente Shimon Peres

Ex-presidente Shimon Peres ganhou um Nobel da Paz em 1994Arquivo/Agência Brasil

O porta-voz do Hamas, Sami Abu Zuhri, declarou nesta quarta-feira (28) que a morte do ex-presidente Shimon Peres inaugura uma nova fase de “fraqueza” em Israel.

Segundo o grupo, que controla a Faixa de Gaza, Peres, considerado um dos pais fundadores do Estado israelense, era o último “artífice da ocupação” ainda vivo.

“A sua morte marca o fim de uma fase na história da ocupação e o início de uma nova fase de fraqueza. O povo palestino está muito feliz pelo falecimento desse criminoso que causou derramamento de sangue”, afirmou Zuhri.

O tom adotado pelo Hamas é oposto ao usado pelo presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, que disse que a morte de Peres representa uma “grande perda para a humanidade”.

Ao lado do então primeiro-ministro Yitzhak Rabin e do palestino Yasser Arafat, o ex-chefe de Estado de Israel venceu o Nobel da Paz em 1994 por ter assinado os acordos de Oslo, que estabeleciam as bases para a pacificação entre os dois povos.

Ansa Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *