Governo garante que meta fiscal de 2016 será cumprida

Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias trouxe expectativas para a economia e para as contas públicas. (Imagem: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas)

Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias trouxe expectativas para a economia e para as contas públicas. (Imagem: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas)

O Ministério do Planejamento, em relatório divulgado nesta sexta-feira (22), garantiu que o governo irá cumprir a meta fiscal de 2016: um déficit primário de no máximo R$ 170,5 bilhões. O documento ainda mostra que riscos fiscais precisaram ser absorvidos para evitar contingenciar ainda mais o Orçamento.

A meta fiscal é um objetivo a ser perseguido pelo Tesouro Nacional. Ele foi criado para que o governo pudesse fazer uma poupança para pagar os juros da dívida pública e garantir a sustentabilidade das contas públicas.

Neste ano, o governo não conseguiu fazer essa poupança, pelo contrário, as despesas acima do ritmo de arrecadação levaram a um déficit que, agora, o Tesouro trabalha para que não ultrapasse os R$ 170 bilhões.

Os números apresentados nesta sexta-feira fazem parte do Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias relativo ao terceiro bimestre de 2016 (maio e junho). Esse documento traz ainda as perspectivas do governo para a economia.

Gastos obrigatórios

Os riscos fiscais mencionados no relatório do Planejamento referem-se à frustração na receita líquida de transferências no valor de R$ 7,9 bilhões e ao aumento na estimativa de despesas obrigatórias de R$ 8,6 bilhões, o que totaliza R$ 16,5 bilhões.

O documento ainda explicou que pelo lado da despesa, houve um crescimento de R$ 8,6 bilhões nos gastos classificados como obrigatórios.

Duas contas tiveram destaque: as despesas da previdência social, que aumentaram em R$ 4,5 bilhões; e o auxílio financeiro de R$ 2,9 bilhões para a segurança dos Jogos Olímpicos do Rio.

Portal Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *