Raimundo Lira adia para segunda novos depoimentos do Impeachment

Comissão Especial do Impeachment 2016 (CEI2016) realiza reunião para manifestação da defesa da presidente Dilma Rousseff e discussão do relatório.  Em pronunciamento, o presidente da CEI2016, senador Raimundo Lira (PMDB-PB).  Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Comissão Especial do Impeachment 2016 (CEI2016) realiza reunião para manifestação da defesa da presidente Dilma Rousseff e discussão do relatório.
Em pronunciamento, o presidente da CEI2016, senador Raimundo Lira (PMDB-PB).
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Já passava das duas horas da manhã desta quinta-feira (9) quando a primeira reunião da fase de pronúncia da Comissão Processante do Impeachment do Senado para ouvir quatro testemunhas de acusação, foi encerrada. A demora da reunião, que começou ontem, às 11h40, e durou mais de 14 horas, fez com que a nova rodada de oitivas, marcada para hoje, fosse adiada para a próxima segunda-feira (13), às 16h.

Nesta fase, estão previstas mais quatro testemunhas de acusação: o secretário de controle externo da Fazenda Nacional junto ao Tribunal de Contas da União, Tiago Alvez de Gouveia Lins Dutra; o secretário- executivo do Ministério da Agricultura, Eumar Novacki; o presidente do Comissão de Valores Mobiliários, Leonardo Gomes Pereira, e o ex- subsecretário de política fiscal da Secretaria do Tesouro Nacional, Marcus Pereira Aucélio.

Eles vão responder a perguntas sobre decretos orçamentários que integram o pedido deimpeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *