Ministra da SPM e governador do DF visitam Casa da Mulher Brasileira

wallpaper_uipi_noticiasA ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), Eleonora Menicucci, e o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, visitaram na última semana as obras da Casa da Mulher Brasileira de Brasília.

A Casa deverá ser inaugurada entre fim de março e início de abril deste ano, e terá capacidade para atender 200 mulheres por dia.

A Casa da Mulher Brasileira, com funcionamento 24 horas por dia, tem por objetivo integrar e ampliar os serviços públicos existentes para as mulheres em situação de violência, mediante a articulação dos atendimentos especializados no âmbito da saúde, da justiça, da segurança pública, da rede socioassistencial e da promoção da autonomia financeira.

Impressionado com o projeto da Casa da Mulher Brasileira, o governador do DF destacou a importância da parceria com o governo federal, além de citar a participação de outras instituições de Estado no projeto – Tribunal de Justiça, Ministério Público e Defensoria Pública.

“Todos unidos para garantir a qualidade no atendimento, enfrentamento e a punição à violência contra a mulher”. E se comprometeu a “tomar todas as medidas para que este local seja um exemplo.”

Em fase de acabamento, as obras da Casa da Mulher Brasileira do DF estão bem adiantadas.

Uma vez concluídas, terá início a fase de instalação, treinamento de pessoal e a articulação entre os parceiros – varas especializadas, Tribunal de Justiça, Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), Ministério Público, Defensoria Pública, profissionais de apoio psicossocial, autonomia econômica, entre outros – para que sejam concluídos até fim de março/início de abril.

1ª Casa inaugurada

Na última terça-feira (3), foi a inaugurada da primeira Casa da Mulher Brasileira, em Campo Grande (MS). Segundo a ministra, apenas no dois primeiros dias de funcionamento, os profissionais da Casa atenderam 34 mulheres, expediu 22 medidas protetivas e realizaram sete prisões.

Fonte: Portal Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *