Obama diz que ebola pode levar a ‘catástrofe mundial’

 

Em discurso na ONU, Obama fez apelo sobre os riscos do ebola (foto: EPA)

Em discurso na ONU, Obama fez apelo sobre os riscos do ebola (foto: EPA)

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou nesta quinta-feira (25) que o alastramento do vírus do ebola pode levar a uma “catástrofe humanitária”.

“Se a epidemia de ebola não for controlada, pode haver uma catástrofe humanitária”, disse o mandatário, em uma intervenção em um painel especial sobre o tema na 69ª Assembleia Geral das Nações Unidas, que ocorre em Nova York.

“Em uma era em que as crises regionais podem, rapidamente, virar ameaças globais, controlar o ebola é do interesse do mundo todo”, destacou Obama. Segundo ele, o “ebola é uma doença horrível”. “É mais que uma crise sanitária: é uma ameaça à segurança regional e global”, ressaltou o presidente, afirmando que evitar uma propagação do vírus é uma prioridade para os Estados Unidos. Por sua vez, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que o vírus do ebola mata mais de 200 pessoas ao dia, sendo dois terços delas do sexo feminino. Ele também prometeu que as Nações Unidas serão eficazes no combate à doença, assumindo a liderança das ações sanitárias. Em uma intervenção em vídeo, os presidentes da Libéria, Ellen Johnson-Sirleaf, e da Serra Leoa, Ernest Bai Koroma, disseram que a doença é “pior que terrorismo”. 

Fonte: Ansa Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *