Após UE, Obama anuncia sanções dos EUA contra Rússia

 

Ocidentais acusam Moscou de contribuir com rebeldes ucranianos (EPA)

Ocidentais acusam Moscou de contribuir com rebeldes ucranianos (EPA)

Após os países da União Europeia (UE) acordarem na ampliação de sanções contra a Rússia nesta terça-feira, dia 29, os Estados Unidos anunciaram punições nos setores de energia, bélico e finanças.

“Não se trata de uma nova Guerra Fria, esse é um assunto muito específico … A Rússia precisa reconhecer que a Ucrânia tem que liderar seu próprio caminho”, disse o presidente dos Estados Unidos,Barack Obama, em coletiva de imprensa na Casa Branca. “Se continuar neste caminho, o custo à Rússia irá continuando a aumentar”, acrescentou.

Nações ocidentais acusam Moscou de contribuir com os rebeldes pró-russos na Ucrânia providenciando armas e financiamento. De acordo com Obama, as ações russas estão causando a morte de ucranianos diariamente e os ataques de separatistas são uma violação da soberania ucraniana. Moscou “está aumentando suas forças nas proximidades das fronteiras da Ucrânia, enviando continuamente artilharia e outras armas pesadas a separatistas”, disse.

As novas sanções norte-americanas e europeias “farão a fraca economia russa ficar ainda mais fraca”, concluiu.

Membros da União Europeia (UE) acordaram de forma unânime em endurecer sanções contra setores da economia russa por conta da crise na Ucrânia. Punições devem afetar os setores petrolífero, de Defesa e algumas linhas tecnológicas.

Fonte: Ansa Brasil

Uma resposta a Após UE, Obama anuncia sanções dos EUA contra Rússia

  1. André Luiz disse:

    Acho engraçado esse povo, por quê que eles não fazem sanções também com Israel.
    Só porque são aliados, e as mortes de crianças, idosos, mulheres que não tem nada a ver com essa pouca vergonha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *