Presidente do TRE-MG exonera diretora-geral

Presidente do TRE-MG exonera diretora-geralA diretora-geral do TRE-MG perdeu o cargo, um mês depois de denúncias feitas pelo jornal Estado de Minas sobre pagamento milionário de horas-extras irregulares no tribunal. A servidora Elizabeth Barra teria autorizado o pagamento e R$ 2,31 milhões, a 900 servidores, em apenas 15 dias, nos plantões de fim de ano.

Adriano Dinardi Júnior, até então secretário de controle interno e Auditoria do Tribunal, assume o cargo. Em janeiro, a presidente do TSE, Ministra Carmen Lúcia, exonerou o diretor-geral do tribunal, Alcidez Diniz, e a secretária de controle interno e auditoria, Mary Ellen madruga. Apenas em novembro, Mary Ellen teria recebido R$ 26 mil reais pelo trabalho extraordinário. Nesse mês, 567 servidores receberam R$ 3,8 milhões por alegadas horas extras.

Alterosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *