Presidente francês diz que combates em Mali não terminaram

Hollande felicitou as tropas francesas e malianas pelo seu trabalho

O presidente francês, François Hollande, disse neste sábado (2) que os combates não terminaram no Norte do Mali, apesar de recuperadas as cidades de Tombuctu e de Gao, que até ao início desta semana estavam ocupadas por radicais islamitas.

Hollande felicitou as tropas francesas e malianas pelo seu trabalho e exprimiu o desejo de que a missão africana de apoio ao Mali (Afisma) tome o lugar da França e assuma o controle da operação militar.

O presidente chegou hoje ao Mali, na sua primeira visita ao país desde o início da operação militar francesa no país, no dia 11 de janeiro, para apoiar o Exército maliano na luta contra os grupos armados islamitas que controlavam três províncias do norte do país desde junho.

“Desde 11 de janeiro já fizemos um grande trabalho, mas ainda não está completamente terminado. Vai demorar mais algumas semanas”, disse o presidente francês. “Nós não temos vocação para ficar. Os nossos amigos africanos poderão fazer o trabalho que até agora era nosso”, acrescentou.

O presidente do Mali, Dionkunda Traoré, agradeceu aos soldados franceses pela sua “eficácia” e o seu “profissionalismo”, que permitiram libertar a população do Norte do país após “meses e meses sob a barbárie e o obscurantismo”.

O Mali vive uma profunda crise desde 22 de março, quando um golpe de Estado perpetrado por membros do Exército maliano afastou o presidente eleito, Amadou Toumani Touré.

Fonte: Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *