Monitoramento do PPAG é destaque da semana

 

Estão previstas reuniões sobre assuntos variados, como venda de bebida alcoólica para menores e extensão rural

Entre os dias 3 e 6 de setembro serão realizadas dez audiências públicas de comissões na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. O destaque é o monitoramento do Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG 2012-2015). Cinco reuniões estão agendadas para que os responsáveis pelos programas estruturadores prestem esclarecimentos sobre o andamento das ações programadas. Além disso, estão previstas reuniões sobre assuntos variados, como venda de bebida alcoólica para menores e extensão rural.

O PPAG estabelece objetivos, metas e investimentos do Governo do Estado em diversas áreas, e precisa ser revisado anualmente. As audiências públicas de monitoramento são um espaço de debate sobre as dificuldades enfrentadas e os principais resultados alcançados em cada programa estruturador. As informações repassadas nas reuniões também servem para orientar a atuação de parlamentares e de representantes de movimentos sociais no processo de revisão do PPAG para o exercício de 2013.

Ao todo, o PPAG é composto por 11 redes de desenvolvimento integrado, que articulam ações governamentais em diversas áreas na implementação das políticas públicas. Na terça-feira (4), às 9 horas, no Auditório, as Comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e de Turismo, Indústria, Comércio e Cooperativismo discutem a Rede de Desenvolvimento Econômico Sustentável. No mesmo dia, às 14h30, no Plenarinho I, a Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas monitora a Rede de Infraestrutura. No mesmo horário, no Auditório, a Comissão de Turismo volta a se reunir para debater a Rede de Cidades.

Na quarta-feira (5), é a vez do monitoramento da Rede de Atenção à Saúde. Para isso, a Comissão de Saúde se reúne às 9h, no Auditório. Por fim, a Comissão do Trabalho, da Previdência e da Ação Social se reúne na quarta-feira (5), às 14h30, no Auditório, para monitorar a Rede de Desenvolvimento Social e Proteção.

Fonte: ALMG 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *