ALMG irá apurar atos de violência contra MST

 

A reunião foi solicitada pelo presidente da comissão, deputado Durval Ângelo (PT)

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais vai realizar, nesta quarta-feira (29), às 9h, no Teatro, audiência pública para apurar denúncias de ameaças e violência sofridas por representantes de movimentos sociais. Essas denúncias partiram principalmente de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) das cidades de Uberaba e Uberlândia (Triângulo Mineiro) e Felisburgo (Vale do Jequitinhonha). A reunião foi solicitada pelo presidente da comissão, deputado Durval Ângelo (PT).

Convidados – Estão convidados a participar da audiência pública o deputado federal, Padre João; o procurador de Justiça do Ministério Público do Estado de Minas Gerais, Afonso Henrique de Miranda Teixeira; o coordenador Nacional do MST, Enio José Bohnenberger; a presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/MG, Willian dos Santos; o dirigente estadual do MST, Sílvio Netto; o dirigente do Movimento dos Atingidos por Barragens, Joceli Andrioli; o agente pastoral da Comissão Pastoral da Terra do Norte de Minas, Alvimar Ribeiro dos Santos; a dirigente estadual do MST – Regional do Triângulo Mineiro, Maysa do Carmo de Paula; e a dirigente estadual do MST – Regional do Vale do Jequitinhonha e Mucuri, Maria Gomes Soares.

Fonte: ALMG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *