Barrado pela Ficha Limpa, Ronaldo Alves desiste de candidatura

Vereador falou com a reportagem por telefone que não irá recorrer da decisão do STF

O vereador Ronaldo Alves do PSC, que foi condenado por improbidade administrativa na primeira e segunda instâncias e teve o nome barrado pela lei da ficha limpa, desistiu da recandidatura. Por telefone ele informou que não irá recorrer da decisão do Supremo Tribunal Federal por ter projetos maiores dentro do partido.

O vereador que era assessor de Leonídio Bouças em 2002 foi acusado de envolvimento no esquema de Bouças, que segundo o STF, usou servidores da prefeitura de Uberlândia para promover a campanha a deputado estadual, em 2002, quando era secretário municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *