Dilma volta a se reunir com Patriota para tratar de crise no Paraguai

A presidenta Dilma Rousseff se reuniu hoje (25) com o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, para discutir a situação política do Paraguai. Foi a segunda reunião da presidenta com Patriota desde que ele voltou de Assunção, capital paraguaia. O ministro integrou uma missão de chanceleres da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) que foi ao país na tentativa de conter o processo de impeachment do presidente Fernando Lugo.

Ainda hoje, o ministro Antonio Patriota pode se reunir com o embaixador do Brasil no Paraguai, Eduardo dos Santos, que foi convocado pelo governo brasileiro para prestar esclarecimentos em Brasília.

Na última sexta-feira (22), Fernando Lugo sofreu um processo de impeachment e o governo brasileiro condenou a forma como o processo foi conduzido. A avaliação é que houve pouco tempo para o então presidente fazer sua defesa, já que em menos de 24 horas o Congresso paraguaio aprovou a saída dele.

Ontem (24), o Ministério das Relações Exteriores da Argentina anunciou a suspensão do Paraguai do Mercosul. A medida é um protesto por parte do Brasil, da Argentina e do Uruguai, que compõem o bloco, e também dos países parceiros – o Equador, a Bolívia, Venezuela, o Chile, a Colômbia e o Peru. Nos próximos dias 28 e 29 o Mercosul vai se reunir e a crise no Paraguai irá dominar a pauta de discussões.

A conversa com Patriota sobre o Paraguai ocorreu após reunião da presidenta Dilma com ministros para fazer um balanço da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. Participaram do encontro as ministros do Meio Ambiente, Izabella Teixeira; do Desenvolvimento Social, Tereza Campello; da Casa Civil, Gleisi Hoffmann; além de Patriota e dos ministros da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, e da Defesa, Celso Amorim.

ABr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *