Procurador geral do município de Araguari é denunciado por nepotismo

Procurador afirma ter sido nomeado depois da irmã

Procurador afirma ter sido nomeado depois da irmã

O procurador geral do município de Araguari, Leonardo Henrique de Oliveira, foi denunciado por nepotismo. Segundo a denúncia, a irmã dele, Carmem Lúcia de Oliveira Ascenção, estaria ocupando o cargo de secretária municipal de Educação. Ainda de acordo com a denúncia, a irmã do procurador seria comissionada na prefeitura desde o primeiro dia do mandato do atual prefeito, Marcos Coelho. Já no site da prefeitura, Carmem Lúcia é apontada como diretora do Departamento de Alimentação Escolar na secretaria de Educação.

O procurador geral do município admitiu que a irmã foi nomeada em 2 de fevereiro de 2009, mas que ele passou ocupar o cargo na procuradoria geral posterior a essa data, em 4 de fevereiro de 2010. “Antes da minha nomeação, fiz uma análise para não induzir erro ao Sr. Prefeito Municipal, e entendemos nessa análise que não há configuração de nepotismo, uma vez que na minha nomeação foi posterior”, explicou Leonardo Henrique .

A configuração de nepotismo se dá quando uma pessoa ocupa um cargo superior e se beneficia dele para indicar parentes para cargos inferiores. “Um decreto federal emitido pelo [então] presidente Lula… prevê que a União não configura nepotismo quando há a nomeação de um cargo superior posterior a um cargo inferior”, finaliza o procurador geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *