Investigador fala sobre falsificação de bebidas em Minas

Investigador Moacir Lemos explicou durante o programa as diferenças entre uma bebida legítima  e uma falsificada. (Imagem: Divulgação PCMG)

Investigador Moacir Lemos explicou durante o programa as diferenças entre uma bebida legítima
e uma falsificada. (Imagem: Divulgação PCMG)

Nesta terça-feira, 8, um civil falou sobre o crime de falsificação de bebidas, que tem se tornado cada vez mais comum, além de ter dado dicas sobre como não cair nesse golpe.

O policial explicou como a Polícia Civil tem atuado, por meio de operações, para combater essa prática em todo o estado, como foi o caso de uma ação realizada em uma boate no município de Mariana, no dia 24 de setembro, quando foram diversas bebidas com suspeita de falsificação, como garrafas de uísque e vodka.

Além disso, a Polícia Civil tem realizado instruções aos consumidores no sentido de alertar quanto aos riscos do consumo de bebidas falsificadas e como identificá-las. “O consumidor deve estar atendo aos sinais que podem sugerir falsificação e exigir seus direitos. A polícia deve ser acionada imediatamente, por meio do 197 ou o disque-denúncia 181”, orientou.

Moacir passou uma série de dicas para saber como reconhecer bebidas supostamente falsas, que você confere aqui.

Fonte: Polícia Civil de Minas Gerais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *