Ponte de Arame ganha fama de local para desova de corpos em Uberlândia

(Imagem: Rafael Miranda / TV Vitoriosa)

(Imagem: Rafael Miranda / TV Vitoriosa)

Recentemente a Ponte de Arame, na zona sul de Uberlândia, foi palco de mais um homicídio. O local, que fica próximo ao Anel Viário, é conhecido como ponto de desova de corpos na cidade.

Nesta segunda-feira, 31, nós mostramos o caso de Ender Dias, 36 anos, que foi a 95ª morte violenta em Uberlândia desde o início do ano. A vítima estava com as mãos amarradas e uma corda no pescoço. O crime só aumentou a má fama do local, que apesar das ocorrências, é um dos trechos mais preservados em que o rio Uberabinha passa.

Nos últimos cinco anos, a região da Ponte de Arame foi cenário de pelo menos oito assassinatos registrados pela TV Vitoriosa e Portal Uipi. Em 2014 nossa equipe chegou a fazer uma matéria sobre os crimes que estavam acontecendo com frequência no local.

Homicídio 97

Na última quinta-feira, 27, um corpo encontrado na estrada vicinal, próximo a Ponte de Arame, foi reconhecido como sendo do jovem desaparecido, Arthur Freitas, de 20 anos.

O corpo foi encontrado em estado avançado de decomposição, com um cinto amarrado em volta do pescoço. Os familiares o reconheceram através das vestimentas e uma tatuagem que o jovem tinha no peito.

Ossada de jovem desaparecido é encontrada

Em junho de 2016, a Polícia Militar (PM) localizou pedaços de roupas e do corpo de um garoto de 16 anos, que estava desaparecido na cidade.

Os militares encontraram com ajuda de denúncias, que relataram que o corpo estava nas proximidades da Ponte de Arame.

Homicídios em 2014

Em maio de 2014, nossa equipe registrou o caso da morte de um homem, que foi encontrado com os pés e mãos amarrados, boiando no Rio Uberabinha. Na matéria que fizemos sobre o caso, uma pessoa chegou a comentar que o local é um antigo ponto de desova de corpos.

Em setembro, outro corpo foi encontrado na mesma região, com sinais de tiros na cabeça e o crânio esmagado, possivelmente por uma pedra. Segundo militares, os suspeitos do crime ainda teriam tentado queimar o homem, de aproximadamente 30 anos.

Ainda em setembro, um cadáver foi encontrado com seis perfurações. Na época, militares relataram que havia suspeitas de o crime ter sido feito por causa de um furto que ele havia cometido no Bairro São Jorge.

Corpo carbonizado em 2011

O corpo do homicídio 119º foi encontrado na Ponte de Arame e estava com 98% do corpo carbonizado e apresentando sinais de disparos de arma de fogo.

Informações por Carlos Vilela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *