Homem furta bebida envenenada e menino de 2 anos morre, no MT

Menino morre envenenadoDois homens foram presos em Cuiabá, no Mato Grosso, após um menino de apenas dois anos morrer em decorrência da ingestão de uma bebida achocolatada envenenada. O veneno foi colocado propositalmente numa caixa inteira do achocolatado pelo dono de um comércio, que descobriu que um homem estaria furtando os produtos no estabelecimento dele. Tanto o comerciante quanto o ladrão foram presos.

De acordo com as investigações, Rhayron Christian da Silva Santos morreu na quinta-feira, 25 de agosto. As prisões do comerciante Adones José Negri, de 61 anos, e do suposto ladrão Deuel de Rezende Soares, de 27 anos, ocorreu nesta quinta, 1º de setembro.

Conforme as investigações, Adones descobriu que Deuel estava furtando itens constantemente em seu comércio e decidiu puni-lo. Ele colocou veneno de rato em cinco caixas lacradas. O suspeito, que seria usuário de drogas, teria furtado as caixas e vendido a preço abaixo do mercado para o pai de Rhayron, que é vizinho dele. As cinco caixas teriam saído a R$ 10.

Deuel rebateu as acusações de furto e afirmou ter encontrado os achocolatados na geladeira de Adones.

A perícia constatou que a contaminação foi feita através de um furo compatível com agulha de seringa na parte lateral superior de cada embalagem.

No dia 29 de agosto, a Anvisa interditou cautelarmente o lote M4 do achocolatado Itambezinho em decisão publicada no Diário Oficial da União. A Itambé reforçou que desde o dia 25/05, data de fabricação do lote em questão, já foram comercializadas mais de 5 milhões de unidades e não foram registradas reclamações de nenhuma natureza.

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso e dar parecer final.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *