Polícia Civil apreende fuzil, munições e drogas em Patos de Minas

Três integrantes da quadrilha foram apresentados na manhã desta sexta-feira (05) pela PC. (Imagem: Patos Hoje)

Três integrantes da quadrilha foram apresentados na manhã desta sexta-feira (05) pela PC. (Imagem: Patos Hoje)

A Polícia Civil de Patos de Minas apresentou na manhã desta sexta-feira, 5, três suspeitos de integrar quadrilha que atua na região de Patos de Minas e Uberlândia, traficando drogas e cometendo furtos e roubos.

Um roubo ocorrido em um posto de combustível na avenida Fátima Porto há cerca de três meses deu início às investigações. Aos poucos os policiais foram identificando os possíveis integrantes da quadrilha. Maria Inês Moreira Gonzaga, de 25 anos, é suspeita de liderar os crimes, vender drogas e fornecer armas para que os autores cometessem os crimes.

No forro da casa de Maria Inês, os policiais encontraram crack, cocaína e haxixe, balança de precisão e debaixo do guarda-roupas dela um fuzil 762. A arma é bastante antiga, mas tem alto poder fogo. Também foram encontradas quase 40 munições. De acordo com a delegada Fabiana Barreto, a informação é de que Maria Inês também fornecia munições para outros criminosos.

Maria Inês é esposa de Francisco Rangel Martins, que foi condenado por tentativa de latrocínio na Relojoaria Marques em Patos de Minas. Ele está preso em Uberlândia, mas segundo o delegado Weverton Evangelista, com o uso do telefone, ele comandava as ações criminosas em Patos de Minas.

Também foram presos em Patos de Minas Fábio Oliveira Cunha, de 34 anos e Dercílio Souza Júnior Lima, de 20 anos. Além disso, outros três homens foram presos na cidade de Uberlândia, no carro de Maria Inês. Outros dois veículos foram apreendidos. O grupo é suspeito de pelo menos cinco veículos na região.

Eles deverão ser indiciados por formação de quadrilha, roubo e tráfico de drogas.

Patos Hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *