Acusado de integrar quadrilha tem ataque fulminante quando era preso

Foto: Marcos Paulo/JM Online

Foto: Marcos Paulo/JM Online

Operação “Terror da Madrugada 2” da Polícia Civil cumpriu nove mandados judiciais de prisão e busca e apreensão na manhã de terça-feira, em Uberaba. Entre os detidos, cinco se encontravam na penitenciária local. Outros quatro suspeitos foram localizados durante os trabalhos, entre eles um jovem conhecido como “Maionese”, que se sentiu mal na abordagem policial e foi encaminhado pelo Samu à UPA do Mirante, onde acabou morrendo.

A causa da morte ainda não foi confirmada, mas informações preliminares dão conta de que Guilherme Luciano da Silva, 21 anos, acusado de participar da troca de tiros com o segurança “Montanha” em um posto de combustíveis em dezembro passado, teria sofrido um infarto.

Em entrevista coletiva no prédio da 5ª Risp, o delegado-chefe da PC, Heli Andrade, comentou sobre a morte de Guilherme. “A equipe chegou à rua Coronel Alfredo Moreira por volta de 6h30. Após a entrada na residência, ele tentou escapar, mas por fim entendeu que não havia como, momento em que se dirigiu a uma policial civil e, de maneira exaltada, disse: Então me prende!. Em seguida, ele foi perdendo os sentidos e caiu em um sofá. O Samu foi acionado, prestou os primeiros atendimentos e encaminhou o rapaz à UPA do Mirante, onde depois tivemos a notícia que Luciano teria falecido. A causa da morte será conhecida após o laudo da necropsia. Segundo relato de sua mãe aos policiais presentes, ele não passava bem nos últimos dias”, disse Heli.

“Ele possuía participação ativa nos roubos, inclusive com vídeos dele efetuando disparos de arma de fogo em direção às vítimas. De acordo com as investigações, Maionese teria participado de uma ação em um posto de combustíveis, onde um segurança morreu por ataque cardíaco. Coincidentemente, ocorreu o mesmo com o autor”, concluiu o delegado.

Também durante a coletiva, o delegado Luiz Antônio Blanco falou sobre as investigações. “A quadrilha é bem atuante, agrediam as vítimas e efetuavam disparos de arma de fogo. Nos trabalhos da força-tarefa, munidos de mandados judiciais, foram recuperados e apreendidos uma caminhonete, uma carretinha, um jet-ski, celulares e cerca de R$4 mil em dinheiro. Parte das vítimas fez o pronto-reconhecimento dos autores. Com base na materialidade e autoria, vamos canalizar para apreciação final da Justiça”, disse Blanco. Entre os mandados cumpridos estão os acusados D.N.T.S., 24, G.H.A.S., 19, e J.P.S.M., 18, encaminhados à penitenciária “Professor Aluízio Ignácio de Oliveira”.

JM Online

2 respostas a Acusado de integrar quadrilha tem ataque fulminante quando era preso

  1. Wesley Fahd disse:

    Onde aconteceram os fatos narrados na matéria?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *