Mãe com depressão aborta e tenta matar filho em UPA

Mãe com depressão aborta e tenta matar bebêUma mulher, grávida de quase sete meses, que havia tomado abortivos, foi para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte, na noite desta terça-feira, 27, reclamando de dores renais e lá, abortou. Ela tentou dar descarga no bebê, mas não deu certo e ela o jogou na lixeira do banheiro.  

Policiais militares foram chamados por funcionários da Unidade que desconfiaram depois que a mulher saiu do banheiro com sangramento. Ela confessou tudo à equipe médica, que juntamente com a equipe de enfermagem, resgatou o bebê.

Juliana Aparecida Morato, de 32 anos, confessou que tomou os medicamentos abortivos porque não tem condições de criar um filho e estaria em estado depressivo.

A menina foi entubada e transferida para o Hospital Municipal Odilon Behrens, em Belo Horizonte. Cecília Gabriela corre risco de morte por ser prematura e respira com ajuda de aparelhos.

A mulher também recebe atendimento médico e psiquiátrico e é mantida sob escolta policial.

Com informações da TV Alterosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *