Corpo é achado dentro de caminhão no local do desastre em Mariana

 

Corpo de desaparecido no desastre estava dentro de cabine retorcida de caminhão

Corpo de desaparecido no desastre estava dentro de cabine retorcida de caminhão (Divulgação/Bombeiros)

Após quatro meses do rompimento da barragem, o corpo de um homem que estava desaparecido desde o desastre em Mariana, Minas Gerais, foi encontrado na manhã desta quarta-feira, 9, dentro da cabine de um caminhão. O veículo completamente retorcido estava a 800 metros da área da barragem de Fundão, da Samarco, que se rompeu em novembro do ano passado.

Segundo o Corpo de Bombeiros, os restos mortais, ainda não identificados, seriam de uma das duas vítimas que ainda estavam desaparecidas. O desastre deixou 19 mortos e centenas de desabrigados.

Equipes de busca faziam escavações quando acharam o caminhão e o corpo. Outras 17 vítimas do desastre já haviam sido encontradas, e um homem continua desaparecido.

A barragem da Samarco, cujas donas são a Vale e a BHP Billiton, rompeu-se no dia 5 de novembro de 2015, destruindo o distrito de Bento Rodrigues. A lama gerada pelo rompimento atravessou o Rio Doce e chegou ao mar do Espírito Santo. No percurso do rio, cidades tiveram de cortar o abastecimento de água para a população em razão dos rejeitos.

As duas vítimas do desastre desaparecidas são o motorista terceirizado de caminhão-pipa Ailton Martins dos Santos, de 55 anos, e Edmirson José Pessoa, de 48, funcionário da Samarco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *