Polícia Civil do Rio procura por autores do linchamento de vendedor de gelo

A Polícia Civil do Rio está investigando a morte do vendedor de gelo Fabiano Machado da Silva, de 33 anos, espancado até a morte na manhã de domingo (15), em Ipanema, zona sul da capital fluminense. O linchamento ocorreu após a vítima discutir com duas mulheres e tentar agredir uma delas com uma barra de ferro.

A mulher ainda conseguiu retirar o objeto da mão de Fabiano, quando apareceram cerca de dez pessoas que o espancaram. O vendedor tentou entrar no caminhão de gelo, mas foi retirado e novamente espancado. Desmaiado, ele continuou sendo agredido como mostram câmeras de vídeo da região obtidas pela polícia.

De acordo com informações da Divisão de Homicídios da Capital, um inquérito foi aberto para apurar as circunstâncias do crime. A Polícia Técnica fez uma perícia no local e testemunhas estão sendo ouvidas.

A polícia já sabe que o vendedor de gelo teria ficado num luau na praia de Ipanema durante a madrugada e bebido muito. Os agressores ainda furtaram o celular da vítima e, através do WhatsApp, mandaram recados para a família, com ofensas e xingamentos a Fabiano.

A Comissão de Defesa de Direitos Humanos da Câmara Municipal do Rio de Janeiro divulgou nota em que condena o ato qualificando-o de barbárie. “Independentemente das supostas acusações que pairam sobre o ambulante, que devem ser apuradas com rigor pela Divisão de Homicídios, o fato demonstra que se caminha para a barbárie  quando desentendimentos interpessoais são resolvidos com espancamentos, linchamentos, torturas ou assassinatos com armas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *