Polícia Civil prende 34 suspeitos durante ‘Operação Resgate’

 

Imagem: Polícia Civil

Imagem: Polícia Civil

A “Operação Resgate”, desencadeada na manhã desta quarta-feira (16), por policiais civis da 3ª Delegacia de Venda Nova, permitiu que subisse para 34 o número total de presos, todos suspeitos de integrar duas facções criminosas que lutavam pela liderança do tráfico de drogas na região Norte da capital. Somente durante as abordagens de hoje foram presas 16 pessoas, sendo 13 homens e três mulheres. Os outros 18 suspeitos já haviam sido presos ao longo dos últimos três meses, durante as investigações policiais.
 
As abordagens de hoje aconteceram nos bairros São Bernardo e São Tomaz. A lista de presos inclui Fernando Ribeiro Trindade, mais conhecido como “Barrão”, que era o líder de uma das quadrilhas. Já Fábio Antônio de Oliveira Carvalho, vulgo “Soró”, que é o líder de outra, se encontra foragido. Ele tem sete mandados de prisão em aberto, um deles resultante da condenação pelo assassinato de Nayanderson de Moraes Silva, conhecido como “Orelha”, morto a tiros há cerca de dois anos. Ele era o líder da quadrilha que foi assumida por Fernando.
 
Foi exatamente a partir do assassinato de Nayanderson que a quadrilha, até então única, se dividiu em duas, quando uma parte passou a ser liderada por Fernando, e a outra por Fábio. O tráfico decorrente da movimentação dessas facções, desde então, gerou uma série de outros crimes, que resultaram em morte e tentativas de homicídio.
 
O tráfico na região vinha sendo investigado há um ano, possibilitando as 18 prisões anteriores, sendo de 17 homens e de uma mulher. Além das 16 pessoas que foram presas hoje, a operação resultou na apreensão de um Fiat Punto, que era utilizado no transporte de drogas e de pequenas quantidades de maconha. O veículo encontra-se no pátio da 4ª Delegacia de Venda Nova.
 
A polícia espera que agora, com a prisão de grande parte dos envolvidos na movimentação do tráfico na região, cidadãos comuns se manifestem com informações que possam auxiliar na apreensão de armas e drogas, que vinham sendo escondidas na casa de moradores da área, como apontaram as investigações.
 
A investigação foi coordenada pelo delegado Thiago Pacheco, da 3ª Delegacia de Venda Nova. Cerca de 300 policiais estiveram envolvidos nas abordagens desta quarta, e a operação contou, também, com o apoio aéreo do helicóptero e do canil da Polícia Civil.

Polícia Civil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *