Tattoos entrarão para os arquivos policiais dos EUA

TATTO FAIR IN ZARAGOZADepois das digitais e dos testes de DNA, as tatuagens também entrarão para os arquivos policiais norte-americanos. A novidade se tornou possível graças a uma nova tecnologia que permite, a partir de análises de fotos, catalogar as tattoos levando em conta sua forma, tamanho, características gerais e cor.
    Baseada em algorítimos que classificam as tatuagens de modo automático e preciso, a técnica foi apresentada na cidade de Gaithersburg, nos Estados Unidos, durante um congresso organizado pelo Instituto Norte-Americano de Padrões e Tecnologia (Nist).
    Considerando que cerca de um quinto da população do país tem pelo menos uma tattoo, a polícia já reunia há anos informações sobre as tatuagens de criminosos como instrumento para eventuais buscas e reconhecimentos. No entanto, os atuais sistemas de arquivamento não são muito funcionais: quando procura-se alguém com uma tatuagem de gato nesses catálogos, por exemplo, é possível encontrar um indivíduo com um tigre desenhado e outro com uma gatinha Hello Kitty.
    Para solucionar esse problema, seis grupos de pesquisa dos EUA estão desenvolvendo novos sistemas de classificação que consigam reconhecer as imagens e organizá-las de modo eficiente. Essas técnicas já permitiram que a mesma tattoo fosse reconhecida de diversos ângulos e até mesmo quando ela estava apenas parcialmente visível.

Ansa Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *