Pizzolato inicia greve de fome em presídio da Itália

Ex-diretor de Marketing do BB foi condenado no mensalão (Foto: EPA)

Ex-diretor de Marketing do BB foi condenado no mensalão (Foto: EPA)

O ex-diretor de Marketing do BB Henrique Pizzolato, condenado no processo do mensalão, iniciou nesta quinta-feira (11) uma greve de fome para tentar evitar sua extradição ao Brasil.

Pizzolato está preso no centro Sant’Anna, em Modena, e pode ser extraditado a partir da próxima segunda-feira (15). No entanto, o advogado do brasileiro, Alessandro Sivelli, não tinha recebido nenhuma notificação da transferência até ontem. O advogado também está preparando um recurso para apresentar ao Conselho de Estado, segunda e última instância da justiça administrativa.

Em 4 de junho, o Tribunal Administrativo Regional do Lazio rejeitou um outro recurso apresentado pela defesa de Pizzolato contra a extradição, já aprovada em abril pelo Ministério da Justiça da Itália.

Pizzolato foi condenado a 12 anos e 7 meses de prisão por corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro no caso do mensalão. Ele fugiu antes que fosse expedido seu mandado de prisão. Foi preso em Maranello, no norte da Itália, em fevereiro de 2014, por portar documentos falsos.

Fonte: Ansa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *