Polícia Federal combate fraudes a combustíveis em Minas Gerais

Imagem: Wikpédia

Imagem: Wikpédia

A Polícia Federal colocou em marcha ação para combater fraudes na comercialização de combustíveis em Minas Gerais. Os presos responderão pelos delitos de associação criminosa, crime contra a economia popular e ilícito contra a ordem econômica e estoques de combustíveis.

Batizada como Operação Mandrake, a iniciativa mobilizou 200 policiais federais, 21 policiais rodoviários federais e auditores da Receita Federal do Brasil.

Foram executados mandados de prisão temporária, condução coercitiva, além de mandados de busca e apreensão, em nove cidades mineiras. Foi decretada também a constrição de veículos automotores dos investigados.

A investigação concentrou-se em três frentes: a manipulação de sistema de encerrantes de bombas, para inserir, no estoque escritural do posto, combustível desviado ou receptado, bem como se exime do pagamento dos tributos; a apuração de fraude no volume de combustível que entrava no tanque do veículo do consumidor em quantidade menor à indicada no marcador da bomba; e a apuração de fraude na composição da gasolina comum, cujo teor de álcool anidro estava em quantidade superior àquele permitido.

Fonte: Portal Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *