Tiroteio envolvendo Exército no Complexo da Maré deixa homem ferido

Complexo da Maré, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)

Complexo da Maré, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)

Um homem foi ferido por militares do Exército na manhã desta segunda-feira (3) na Vila do João, no Complexo da Maré, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro. Segundo a assessoria de imprensa da Força de Pacificação que atua no conjunto de favelas, por volta das 8h50 dois homens atiraram contra militares.

O suspeito que estava envolvido na agressão contra os militares, foi socorrido e levado à Unidade de Pronto-Atendimento do Complexo da Maré.

Segundo a Força de Pacificação, os militares seguiram suas regras de engajamento, que permitem o uso de armas de fogo, de acordo com a autodefesa e proporcionalidade. O conjunto de favelas está ocupado desde abril pelas Forças Armadas, com o objetivo de preparar o local para a instalação de uma Unidade de Polícia Pacificadora.

A situação também é tensa no Complexo da Penha, na zona norte. No domingo (2),  Policiais Militares foram atacados por criminosos na comunidade do Parque Proletário. Os policiais não conseguiram localizar os criminosos, mas o policiamento foi reforçado na região, ninguém ficou ferido.

Na manhã de hoje, oito linhas de ônibus deixaram de circular nas proximidades da Vila Cruzeiro e Parque Proletário, devido à insegurança. De acordo com o consórcio Internorte, que opera as linhas, os coletivos estão fazendo um desvio por avenidas mais distantes da comunidade. O consórcio informou que os ônibus retomarão seus trajetos normais assim que não houver mais risco para usuários e funcionários.

Devido aos riscos de confrontos na região, duas escolas municipais, um espaço de desenvolvimento infantil e três creches ficaram sem atendimento na manhã de hoje. Cerca de 1.600 alunos estão sendo afetados.

Fonte: Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *