Brasil e Áustria assinam tratado para facilitar extradição de criminosos

Polícia Federal no Aeroporto Tom Jobim (Imagem ilustrativa Portal T1)

Polícia Federal no Aeroporto Tom Jobim (Imagem ilustrativa Portal T1)

Os ministros da Justiça do Brasil, José Eduardo Cardozo, e da Áustria, Wolfgang Brandstetter, assinaram, nessa quarta-feira (3), um tratado para facilitar a extradição de acusados por crimes envolvendo os dois países. Segundo a embaixadora da Áustria no Brasil, Marianne Feldmann, a assinatura do tratado é estratégico para o combate aos chamados “crimes transnacionais”, cuja ação criminosa extrapola as fronteiras dos países.

Muitos crimes transnacionais estão ligados a organizações criminosas bem consolidadas, com grande força de expansão e que dispõem de meios instrumentais de moderna tecnologia. “Se a Justiça não tiver esses instrumentos para agilização penal, prevalecerá o crime. O que queremos é que prevaleça a Justiça”, explicou Feldmann.

Segundo o Ministério da Justiça, o tratado é mais um passo na boa relação já existente entre os governos austríaco e brasileiro. O secretário Nacional de Justiça, Paulo Abrão, disse que é um acordo que assume uma moldura textual nova e servirá como parâmetro entre outros países da União Europeia. “O texto foi validado pela Advocacia Geral da União e envolveu uma negociação durante um bom tempo entre os Executivos da Áustria e Brasil”, explicou.

Fonte: Ministério da Justiça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *