Dupla é presa por prática de caça e porte ilegal de arma de fogo

Material apreendido com os suspeitos

Material apreendido com os suspeitos

Dois homens foram presos pela Polícia Militar de Meio Ambiente na noite desta segunda-feira (02) por porte ilegal de arma de fogo e também pela prática de caça a animais silvestres na região do Rio da Prata. Nenhum animal abatido foi encontrado com os suspeitos, mas eles confessaram que estavam à procura de Jaó.

Policiais Militares de Meio Ambiente faziam patrulhamento na região do Rio da Prata, no município de Lagoa Grande, quando avistaram rastos em uma trilha. Eles decidiram fazer uma campana no local e acabaram flagrando os dois caçadores. Eles estavam armados com uma espingarda calibre 22, várias munições, facas e facões.

Eles confessaram que estavam a procura de um pássaro da fauna silvestre denominado de Jaó. O animal, que se assemelha a uma galinha e passa de 30cm de comprimento, é bastante arisco, mas atende com facilidade ao chamado de outras aves. Por isso, os caçadores levavam com eles uma espécie de assovio que imita o canto do Jaó. O equipamento também foi apreendido.

Valdetim Vaz de Freitas, de 39 anos e Erivaldo Domingos de Oliveira, de 35 anos, foram presos em flagrante e encaminhados à Delegacia da Polícia Civil de Patos de Minas. As armas e munições foram apreendidas.

Patos Hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *