Operação da PC desarticula quadrilha em Sete Lagoas

Em combate ao tráfico de drogas em Sete Lagoas, policiais civis da 4ª Delegacia Regional deflagraram a Operação Fênix por uma Minas mais Segura, que resultou na desarticulação de uma quadrilha que vendia aproximadamente oito mil papelotes de cocaína somente nos finais de semana. Um laboratório de refino de cocaína foi fechado e 18 pessoas detidas. Todos foram apresentados, na manhã desta sexta-feira (22), na sede da Delegacia Regional de Sete Lagoas, na Região Central do Estado.

De acordo com investigações, a quadrilha possuía quatro ramificações, que possibilitavam a comercialização das drogas em um número maior de bairros. Com o grupo, policiais apreenderam 524 papelotes de cocaína, materiais utilizados na preparação dos entorpecentes (como ácido bórico e éter), balança de precisão, nove veículos de luxo, duas motocicletas, uma arma de fogo, R$ 13.690 em dinheiro e documentos.

Anderson Antônio Martins de Matos, André Tadeu Santana, Alex Júnio Eugênio dos Santos, Cleisson Luiz Matos, Dalton Gonçalves de Andrade, Emerson Martins de Abreu, Eder José Braga, Eder Oliveira Nascimento da Cunha, Fábio Nascimento da Cunha, Flávio Henrique Rodrigues, Fred Henrique Pereira, Jardel Rosário de Lacerda, João Paulo Fernandes da Silva, Patrick Rosário de Lacerda, Wilson José Barbosa Júnior, Guilherme Carlos Gonzaga, Silvana, Luciana Rosária da Rocha e Isabela Júnia Fernandes do Vale, foram detidos e indiciados por tráfico de drogas e associação ao tráfico. Todos foram encaminhados para o Presídio de Sete Lagoas. Leandro Tadeu Santana é apontado como um dos integrantes e está sendo procurado pela polícia.

De acordo com o delegado regional Juarez da Luz, a investigação foi um árduo trabalho despendido pelo Setor de Inteligência da unidade, de forma a entender todo o esquema de funcionamento de distribuição, preparo e comércio das drogas, mais especificadamente de cocaína. Devido a isso, e ao número de pessoas suspeitas, a investigação perdurou dois anos.

A delegada Fernanda Mara, titular da Delegacia Antidrogas de Sete Lagoas, ressalta que a operação foi um duro golpe no comércio varejista e de distribuição do entorpecente na cidade, sendo preso um dos principais líderes das organizações.

A operação contou com o trabalho de 192 policiais civis das cidades de Caetanópolis, Capelinha, Corinto, Cordisburgo, Curvelo, Belo Horizonte, Diamantina, Felixlândia, Paraopeba, Pirapora, Minas Novas, Santa Luzia, Sete Lagoas e Vespasiano.

Fonte: Polícia Civil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *