Conflitos no Rio deixam cinco agências bancárias e dois veículos da PM destruídos

Conflitos no Rio deixam cinco agências bancárias e dois veículos da PM destruídosO centro da capital fluminense amanheceu nesta quarta-feira (16) com marcas de destruição após confrontos ocorridos depois de uma manifestação de professores das redes municipal e estadual de ensino, que tomou a Avenida Rio Branco na noite desta terça-feira (15). Mesmo protegidas por tapumes, pelo menos cinco agências bancárias foram invadidas e depredadas por manifestantes. Nas proximidades da Câmara Municipal do Rio, era possível ver placas de sinalização e telefones públicos danificados.

Uma viatura da Polícia Militar foi incendiada no bairro da Glória, também na região central da cidade. Um micro-ônibus da PM foi apedrejado na altura da rua Santa Luzia. Ambos foram retirados da pista ainda na madrugada.

A Secretaria de Conservação e Serviços Públicos informou que na região do centro da cidade foi constatada a destruição de três pontos de ônibus e três relógios públicos. Pontos de calçamento de pedras portuguesas também foram danificados ao longo da Avenida Rio Branco e da Rua Evaristo da Veiga.

A Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) disse que por ter removido preventivamente, na tarde de ontem, 60 lixeiras nas imediações da Câmara, que foram recolocadas no início da manhã de hoje.  A limpeza das ruas do centro, incluindo a Cinelândia, foi reforçada da meia-noite às 6h.

Ainda na noite de ontem, uma equipe de garis apagou pichações feitas em frente à Câmara Municipal do Rio de Janeiro. O trabalho continua hoje na lateral do prédio.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *