PC apresenta suspeito de torturar e estuprar mulher e amante

O homem de 44 anos, suspeito de cometer diversos crimes com a esposa, de 41 anos, e a amante, de 24, foi apresentado pela Polícia Civil de Patos de Minas na tarde desta quinta-feira (3). De acordo com denúncias, Wagner Xavier Silva estaria mantendo as mulheres em cárcere privado na casa onde moravam, na rua 3, bairro Jardim Paulistano e as obrigando a manter relações sexuais entre si, com objetos e até um cachorro.

De acordo com os delegados responsáveis pelo caso, o suspeito usava um pênis de borracha de 30 centímetros, uma lanterna de 40 centímetros, lâmpadas, tubos de perfumes e desodorantes, vibradores, vegetais e outros objetos nas práticas sexuais. E sempre mediante tortura e agressões.

A filha do casal, de 19 anos, mora com os pais no térreo, enquanto a amante no segundo andar do sobrado. A jovem podia ouvir os gritos da mãe e da outra vítima, mas era proibida de subir onde os crimes eram praticados. Ela não denunciava as atitudes do pai por medo.

Wagner vai ser indiciado por ameaça, cárcere privado, estupro, lesão corporal e tortura. Ele já está no presídio Sebastião Satiro, com a prisão temporária, de 30 dias, decretada. O delegado vai pedir a prisão preventiva para que ele responda ao processo preso.

O cachorro que participava das orgias foi encaminhado ao Centro de Controle de Zoonoses.

Denúncia indicava tráfico de drogas

A primeira denúncia contra o homem era de intenso tráfico de drogas. Com mandado de busca e apreensão, os agentes foram até a casa, mas não havia evidências de tráfico. No entanto, os policiais desconfiaram de que havia crime contra a mulher. O caso começou a ser investigado na terça-feira (1º). As mulheres não confirmaram as suspeições.

Outro mandado de busca e apreensão foi expedido e, na quarta-feira, a esposa de Wagner foi até a delegacia denunciar ao cárcere. Na quinta (3) a PC foi até a casa e se deparou com a amante saindo para ir ao banco. Ele a vigiava de longe, acompanhando-a de bicicleta. Segundo a mulher, ela era mantida em cárcere há cerca de quatro meses e só podia sair de casa para sacar o dinheiro da pensão que recebe. O dinheiro era entregue ao homem todos os meses para compra de drogas.

Vagner quando perseguia a amante que era obrigada a sacar a pensão no banco para ele comprar droga.

Segundo o chefe do 10º Departamento da Polícia Civil, Carlos Alvarenga, o Delegado Regional, Elber Barra Cordeiro, e o Delegado responsável pelo inquérito Bruno Garcia, os abusos vinham acontecendo há cerca de dez meses.

2 respostas a PC apresenta suspeito de torturar e estuprar mulher e amante

  1. camila disse:

    Fiquei indignada com tanta falta de respeito com o ser humano submeter a td isso q humilhação e esse homem mereçe ser estrupado por todos esses obejetos e pelo cachorro tb e depois morrer pq isso não é gente esse homem é um mostro tem q fica com o diabo pq ele e o proprio diabo..

  2. Elisangela disse:

    Que absurdo,eu tmb estou enojada cm tudo isso,esse monstro deve apodrecer na cadeia,mais infelizmente iso ñ ira acontecer,prq a lei aqui no BRASIL ñ funciona!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *