Ajudante mata ex-mulher e filha e enterra os corpos

Preso por matar filha e ex-mulher

Corpos estavam enterrados em um terreno onde o ajudante residia e atrás do seu local de trabalho

Em São Paulo, um homem foi preso por ocultação de cadáver e poderá responder ainda por duplo homicídio, depois de confessar ter matado e enterrado a filha de 8 anos e a ex-mulher. O ajudante geral Agnaldo Soares Bastos, de 38 anos, foi detido em flagrante, neste sábado, 24, em Mongaguá.

As vítimas foram a ex-companheira Edineia da Silva Mendes, de 40 anos, e a pequena Vitória, de 8, que tiveram seus corpos enterrados em lugares diferentes: Edineia estava no terreno da casa onde o ajudante geral vivia com a atual companheira, na Vila Operária, e a filha num terreno atrás do local de trabalho do homem, na Vila Atlântica.

As vítimas foram desenterradas por policiais militares e seriam liberadas para enterro neste domingo. A polícia ainda não sabe informar se elas foram assassinadas.

Parentes e vizinhos das vítimas e do ajudante geral que compareceram à Delegacia Sede de Mongaguá, onde o caso foi registrado, disseram que o casal estava separado havia cerca de três meses. As cobranças da ex-companheira para os pagamentos da pensão e do aluguel estariam entre as motivações para os assassinatos.

Uma resposta a Ajudante mata ex-mulher e filha e enterra os corpos

  1. Cely disse:

    Uma criatura dessa não pode ser chamada de gente..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *