“Maníaco da Ilha do Boi” é preso em Divinópolis-MG

Reprodução AlterosaFoi preso em Divinópolis, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais, o homem conhecido como “maníaco da Ilha do Boi”. Antúlio Gomes Pinto, de 48 anos, já havia sido preso anteriormente por ter mantido em cárcere privado uma mulher e seus três filhos. O crime aconteceu em Ilha do Boi, um bairro de Vitória, no Espírito Santo.

Mesmo em cadeira de rodas, este homem é considerado pela polícia um bandido perigoso. Um forte esquema policial foi montado para prendê-lo. Antulio precisou ser carregado para entrar na viatura.

A PM chegou até o suspeito depois de denúncias anônimas que indicavam que Antulio mantinha a esposa de 30 anos e o filho de um ano sob ameaças. Ao checar os dados dele, a PM descobriu que existem vários mandados de prisão expedidos pela justiça do Espírito Santo. Somadas, as condenações ultrapassam 100 anos de cadeia.

Entre as condenações está cárcere privado e tortura contra a antiga esposa e três filhos. Ele cumpria pena em prisão domiciliar depois de sofrer um derrame cerebral na penitenciária. Há cerca de quatro meses conseguiu fugir e se escondeu em Divinópolis-MG.

Fiscais da Receita Estadual foram chamados, porque a polícia encontrou materiais de procedência duvidosa e notas fiscais frias. O local também funcionava como fábrica clandestina de bijuteriais. Foram apreendidos um cofre, uma balança de precisão, documentos falsos, dinheiro, uma pistola semi-automática calibre 380 carregada. Em algumas das identidades, o foragido aparece de cabelo grande e com outros nomes.

De acordo com a polícia, o próprio suspeito se auto-intitula como sendo um contrabandista internacional de pedras preciosas. Antulio será transferido para o Espírito Santo e pode ser julgado também em Divinópolis pelo crime de cárcere privado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *