Padrasto coloca fogo em enteado e confessa crime com frieza

Edson Silva Ribeiro, de 27 anos, já tinha feitos ameaças à criança

Um padrasto jogou álcool e colocou fogo no enteado de 11 anos nesta sexta-feira (7), em Belo Horizonte. O homem foi preso e confessou, com a maior frieza, o que fez com o menino, que teve 60% do corpo queimado.

No quarto, ficaram as marcas da crueldade. Marcelo Gomes Santos está na UTI do Hospital João XXIII, respira com a ajuda de aparelhos e, segundo os médicos, corre risco de morrer. As vizinhas que prestaram os primeiros socorros dizem que o garoto sofreu muito.

Edson Silva Ribeiro, de 27 anos, foi preso em flagrante. Antes de ser levado para a prisão ele dizia que não se lembrava de nada. Já na delegacia, admitiu que jogou álcool e ateou fogo. O homem estava com as mãos queimadas e o corpo sujo. Questionado se está arrependido, respondeu: “só vou saber quando eu ver ele”. A frieza dele despertou revolta na vizinhança.

Vizinhos conversaram com a mãe da criança, mas preferiram não gravar entrevista. Eles disseram que o homem chegou muito bêbado em casa e deixou claro que o alvo dele era o enteado. Edson retirou do quarto a mulher e os três filhos dele antes de cometer o crime.

Uma pessoa que conhece a família e não quer ser identificada disse que o homem já tinha feito ameaças à criança.

Alterosa

3 respostas a Padrasto coloca fogo em enteado e confessa crime com frieza

  1. Camila disse:

    Tem que matar esse desgraçado!

  2. Geanne Teixeira disse:

    A família do garoto moram proximos da minha casa,no bairro Tony em Ribeirão das Neves,e o padrasto do garoto so era visto em butecos tomando cerveja,são conhecidos como os baianos.Lamentável a situação.
    Alguns dias atrás uma mulher esfaqueou o marido no mesmo lote onde vivem essa familia,o lugar é cheio de casas de aluguel,várias pessoas moram lá,sendo dificil identificar quem é quem….

  3. Geanne Teixeira disse:

    O culpado deve ser punido,mas infelismente no Brasil não há punição adequada para esses casos.Deveria ter pena de morte,talvez os crimes sanavam um pouco mais.Nada justifica,mas em estudo de transtorno psíquicos,esse ato é considerado transtorno Transtornos mentais e comportamentais devidos ao uso de álcool – transtorno psicótico residual ou de instalação tardia
    Transtorno no qual as modificações, induzidas pelo álcool ou por substâncias psicoativas, da cognição, do afeto, da personalidade, ou do comportamento persistem além do período durante o qual podem ser considerados como um efeito direto da substância. A ocorrência da perturbação deve estar diretamente ligada ao consumo de uma substância psicoativa.
    Independente de ser algum transtorno,deve ser punido,pois todos nós estamos sujeitos a sofre um tipo de transtorno mental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *