Municípios de Minas têm situação de emergência decretada por causa da seca

Oito municípios na Bahia, um no Ceará, sete em Minas Gerais, dois em Sergipe e um no Piauí sofrem com a falta de água. (Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Oito municípios na Bahia, um no Ceará, sete em Minas Gerais, dois em Sergipe e um no Piauí sofrem com a falta de água. (Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Em decorrência do longo período de seca e estiagem que atingem alguns municípios da Bahia, Ceará, Minas Gerais, Sergipe e Piauí, o governo federal decretou, nesta segunda-feira, 19, situação de emergência em 19 cidades dessas regiões.

Oito na Bahia (Baianópolis, Barro Alto, Caém, Itatim, Tanhaçu, Bom Jesus da Lapa, Luis Eduardo Magalhães, Muquém de São Francisco); um no Ceará (Jaguaruana); sete em Minas Gerais (Jequitinhonha, Umburatiba, Bocaiuva, Claro dos Porções, Lassance, Medeiros e Presidente Olegário); dois em Sergipe (Carira e Gracho Cardoso); e um no Piauí (Oeiras) vão poder receber apoio nas ações de enfrentamento à seca.

Apoio do governo

Com o reconhecimento do Ministério da Integração Nacional, os municípios podem solicitar recursos da União para ações de socorro, assistência às vítimas, restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de áreas danificadas.

Além disso, o decreto viabiliza o acesso a outros benefícios, como a renegociação de dívidas no setor de agricultura com o Banco do Brasil; a aquisição de cestas básicas do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome; a retomada da atividade econômica dos municípios afetados com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), entre outros.

Portal Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *