Filha de Greiciara recebe alta e é entregue à avó materna

BebêRecebeu alta médica do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), a filha de Greiciara Belo Vieira, de 19 anos, que foi morta no dia 19 deste mês em um crime que chocou a cidade e ganhou repercussão até no país. A bebê foi retirada da barriga da mãe em uma cesariana clandestina com a jovem ainda viva, sentindo todas as dores do procedimento.

Greiciara BeloDesde que a menina foi encontrada, ficou mantida sob responsabilidade do Conselho Tutelar de Uberlândia no HC, onde passou por exames para averiguação de parentesco com a avó, que pediu a guarda da criança. Comprovado por DNA, a menina já foi entregue à avó e o caso já saiu da Vara da Infância e da Juventude.

Não foi feito exame de paternidade. O juiz já autorizou a emissão da certidão de nascimento da menina.

Relembre o caso:

Homicídio ItuiutabaGreiciara Belo Vieira foi atraída pelos suspeitos, dopada e levada para Ituiutaba. A cesárea foi realizada por uma enfermeira e outros suspeitos em uma represa. Seis pessoas foram presas, inclusive a mulher que seria mandante do crime, Shirley de Oliveira Benfica, de 30 anos, que forjava uma gravidez para manter o relacionamento com o namorado, de Araguari.

Shirley de Oliveira Benfica

Shirley de Oliveira Benfica

A menina foi arrancada da mãe e levada para a casa de uma vizinha de Shirley, onde foi localizada. A mãe teve os pés amarrados, foi enrolada em uma tela de arame com uma pedra grande presa ao corpo, e jogada na represa. O corpo foi achado dois dias depois.

Notícias relacionadas:

– Travesti diz que mulher encomendou bebê de grávida assassinada

– Travesti diz que foi ameaçada para participar da morte de grávida em Ituiutaba

– Suposta mandante de crime contra grávida também teria sequestrado bebê no Ipanema

– Advogado diz que Shirley não encomendou homicídio de grávida, apenas o bebê

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *