Programa contempla novos projetos para cinema e TV

Investimentos de cerca de 9,5 milhões virão do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). (Imagem: Divulgação/Ancine)

Investimentos de cerca de 9,5 milhões virão do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). (Imagem: Divulgação/Ancine)

Quatro longas-metragens de ficção para as salas de cinema e uma proposta de programação para TV por assinatura vão receber investimentos do Programa Brasil de Todas as Telas. Os novos projetos, com funcionamento em fluxo contínuo, estão entre os contemplados em quatro chamadas públicas da iniciativa.

Para isso, serão investidos cerca de 9,5 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). O anúncio foi feito pela Agência Nacional do Cinema (Ancine) e pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Pela chamada pública PRODECINE 02/2013, na qual empresas distribuidoras inscrevem projetos de produção de longas-metragens, o programa contemplou os projetos “Segundo tempo”, de Rubens Rewald, apresentado pela Providence Distribuidora de Filmes; e “Amor tamanho família”, de Pedro Antonio, apresentado pela Downtown Filmes.

Pela PRODECINE 04/2013, o longa “O filme da minha vida”, novo trabalho do diretor Selton Mello, assegurou recursos para a complementação de seu orçamento.

Ainda no âmbito do cinema, outra chamada que divulgou investimentos foi a PRODECINE 06/2015, que investe em longas-metragens coproduzidos com países latino-americanos nos quais o Brasil seja parte minoritária. O projeto contemplado foi a coprodução com a Venezuela e o Panamá “Pessoas Humanas”, de Frank Spano, com participação brasileira da Panda Filmes.

O Programa anunciou ainda o investimento de R$ 3,6 milhões na proposta de programação apresentada pela Fish TV na Chamada Pública PRODAV 02/2013. Nessa linha, as empresas programadoras de televisão solicitam recursos para obras audiovisuais de produção independente pré-selecionadas em processos realizados por elas próprias. As programadoras são as proponentes, mas os investimentos do Programa Brasil de Todas as Telas são contratados diretamente com as produtoras independentes, na modalidade participação em projeto.

Programa Brasil de Todas as Telas

O Programa Brasil de Todas as Telas, lançado em julho de 2014, foi moldado para atuar na expansão do mercado e na universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. A iniciativa governamental visa transformar o País em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais. O programa foi formulado pela Agência Nacional do Cinema (Ancine), em parceria com o Ministério da Cultura (MinC), e teve colaboração do setor audiovisual por meio de seus representantes no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA.

Portal Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *