Pescadores libertam baleia presa em rede na Praia do Leme

pescadores libertam baleiaMoradores e frequentadores da Praia do Leme, na zona sul do Rio de Janeiro, foram surpreendidos hoje (10) com uma baleia, que apareceu presa a uma rede de pesca, próximo ao Caminho dos Pescadores, na ponta final da orla. O animal, segundo os relatos, se enroscou ontem (9) e só foi libertado nesta manhã, pelos próprios pescadores que colocaram a rede no local.

Da espécie jubarte, a baleia, que não era muito grande e parecia ser filhote, tinha ferimentos no casco e estava debilitada, segundo Evandro da Cunha Santos, um dos pescadores que soltou o animal. Ele contou que isso nunca aconteceu antes e que ficou aliviado por desvencilhar o animal da rede.

“Fizemos de tudo para salvar a baleia o mais rápido”, disse ele, que precisou cortar um pedaço da rede, para liberar uma das nadadeiras da baleia. Segundo ele, o animal estava cansado. “Ela tinha vários machucados nas costas, nas nadadeiras, na cabeça, pode ser que tenha sido até atropelada”.

Professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, o oceanógrafo David Zee explicou que, entre julho e novembro, as baleias jubartes cruzam o litoral em direção a Abrolhos, na Bahia, onde se refugiam para a reprodução e amamentação. Para o especialista, o mamifero preso à rede de pesca no Leme, de fato, devia estar debilitado ou machucado.“Não é normal que uma baleia chegue tão perto porque o local é raso e ela precisa de espaço para respirar e desenvolver movimentos”.

Em geral, acrescenta Zee, as baleias também são mais fortes que as redes de pesca, das quais costumam se desvencilhar facilmente. “Temos que ter cuidado para não colocar essas redes em lugares onde possam causar ameaças a esses animais”, alertou.

O salvamento da baleia chamou atenção na praia e atraiu curiosos. O estudante Davidson Guilherme Ribeiro, de 7 anos, correu para ver o animal. “Eu vi a baleia, ela tinha umas partes brancas, mas não deu para ver muito, só o jato [o esguicho]”, disse.

Na orla, os vendedores dos quiosques também contaram que a cena era inédita. “O pessoal comentou e aí eu vi que era a baleia, jogando a água dela para fora (esguicho): deu para ver bem”, contou a vendedora Ilmar dos Santos.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *